Protótipo LMDh da Porsche entra em fase de testes

(Foto: Porsche)

A Porsche iniciou a fase de testes do seu protótipo LMDh, que irá estrear no Mundial de Endurance em 2023. Nesta quinta-feira, 27, o fabricante alemão revelou detalhes técnicos do carro. O LMDh está equipado com um motor V8 biturbo, que será alimentado por combustíveis renováveis, o que significa uma redução significativa nas emissões de CO2. Em termos de potência, o sistema da unidade híbrida atinge cerca de 500 kW (680 PS).

“Fomos mimados pela escolha do motor para o nosso protótipo LMDh, porque a gama de produtos oferece várias unidades de base promissoras”, explica Thomas Laudenbach, vice-presidente da Porsche Motorsport.“Decidimos pelo V8-biturbo, que achamos que oferece a melhor combinação de características de desempenho, peso e custos. O início do programa de testes ativo foi um passo importante para o projeto.”

Urs Kuratle, gerente geral de projeto LMDh da Porsche Motorsport: “O lançamento do carro de corrida LMDh também foi o primeiro teste em pista da Porsche Penske Motorsport. As equipes trabalharam bem em conjunto desde o início. Isso mostra um alto nível de profissionalismo em todas as áreas. Afinal, os requisitos operacionais para o funcionamento seguro de um veículo híbrido são muito altos. Nas próximas saídas vamos nos concentrar em aprofundar os processos e procedimentos necessários. Durante esses primeiros dias de teste em Weissach, o V8-biturbo nos impressionou em todos os aspectos. Estamos convencidos de que escolhemos precisamente a unidade certa.”

Os regulamentos do motor para a classe de veículos LMDh permitem uma grande liberdade em termos de cilindrada, design e número de cilindros. As rotações máximas são de 10.000 rpm, com a medição de ruído de passagem limitada a 110 decibéis. O motor deve pesar no mínimo 180 kg, incluindo o suprimento de ar e o sistema de exaustão, bem como os componentes periféricos de refrigeração.

Se usado, este peso também incorpora o(s) turbocompressor(es), incluindo o resfriamento do ar de admissão. De acordo com os regulamentos, a potência máxima situa-se entre 480 e 520 kW (653 a 707 PS). Essa faixa também permite que sejam feitos ajustes dentro dos parâmetros de Balance of Performance (BoP), que visam garantir a paridade entre todos os carros de corrida LMDh.  A curva de torque também é claramente definida. Em condições de corrida, a potência combinada do motor de combustão e da unidade híbrida totaliza 500 kW (680 PS) nos semi-eixos. Os componentes padrão para a recuperação, armazenamento e fornecimento de energia elétrica são fornecidos pela Williams Advanced Engineering (bateria), Bosch (unidade motor-geradora e eletrônica de controle) e Xtrac (transmissão).

 

Published
4 meses ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.