Nigel Bailly competirá no GT World Challenge Europe

(Foto: Divulgação)

A equipe CMR divulgou na quarta-feira, 27, que o piloto Nigel Bailly competirá no World Challenge Europe, com um Bentley Continental GT3, nas cinco etapas da Endurance Cup. 

Baily se tornou cadeirante, depois de um acidente de moto quando tinha 14 anos. Para poder competir, utilizará um Bentley adaptado com os controles de aceleração e frenagem no volante. 

O belga já pilotou pela equipe SRT41 fundada pelo quadriamputado Frederic Sausset, que completou com sucesso as 24 Horas de Le Mans em 2016. Bailly juntou-se ao SRT41 para sua última tentativa de Le Mans no ano passado com um Oreca 07 Gibson modificado que ele compartilhou com Takuma Aoki e Matthieu Lahaye. A temporada da Endurance Cup com CMR significará o primeiro programa de corridas de Bailly fora da SRT41.

“Desde o primeiro contato com Charly Bourachot, chefe da equipe CMR, imediatamente me senti confiante”, disse ele. “A equipe CMR é reconhecida pelo gosto por desafios, Charly é workaholic”. 

“Encontrar uma equipe capaz de embarcar em um desafio desses não é tão óbvio, e agradeço a CMR e sua equipe técnica pela acolhida. Além disso, este grande projeto não seria possível sem o apoio incondicional dos meus parceiros”, disse. 

A equipe não divulgou o nome dos demais pilotos que disputarão a temporada. A participação de Bailly na temporada de Endurance ocorre logo após a notícia de que o ex-piloto da IndyCar Robert Wickens, que compete usando  controles manuais após sofrer lesões na medula espinhal em um acidente, correrá no IMSA Michelin Pilot Challenge em tempo integral.

“Nigel é um verdadeiro entusiasta, que adora corridas de carros e faz de tudo para viver seu sonho”, disse Bourachot. “Obviamente, o projeto de entrar em um Bentley no Endurance para Nigel imediatamente me atraiu e estou muito satisfeito que ele se materialize em 2022”, finalizou. 

 

Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.