Corvette busca alternativas para continuar competindo em 2023 no WEC

Corvette busca alternativas para continuar competindo em 2023 no WEC

(Foto: Corvette)

A Corvette Racing está correndo atrás de um lugar para correr em 2023. As opções não são tantas como explica a gerente do programa de corridas de carros esportivos da General Motors, Laura Wontrop Klauser.

A equipe de fábrica da Chevrolet está interessada em permanecer no grid no Mundial de Endurance em 2023. Os dirigentes buscam uma extensão da classe GTE-Pro ou mudar para a GTE-Am. 

No entanto, o presidente da ACO, Pierre Fillon, disse em março que o WEC manteria o GTE-Pro disponível se conseguisse quatro inscrições e um mínimo de dois fabricantes.

Leia também: Toyota vence corrida tumultuada em Spa-Francorchamps

“Não sei. Estaríamos interessados ​​em uma classe Pro se esse fosse o caso, mas também estamos analisando o que poderia ser se fosse Pro-Am. Não comunicamos oficialmente, mas estamos explorando todos os caminhos diferentes. Gostaríamos muito de estar em Le Mans novamente: isso faz parte do DNA do nosso Corvette neste momento”.“Acho que devemos obter oficialmente qual será a estrutura de classes em Le Mans”, disse Klauser ao Sportscar365. “Foi mencionado que se eles pudessem reunir quatro fabricantes,  seria realmente interessante ver se isso se concretiza.

“Só precisamos entender as mudanças que estão surgindo, o que isso significa e como teríamos que reagir”. 

Klauser disse que transformar a Corvette Racing em uma equipe GTE-Am representaria uma mudança notável na filosofia da organização americana. A Corvette está competindo na classe GTE-Pro no WEC este ano com um único C8.R para Tommy Milner e Nick Tandy. 

“Ainda estamos tentando descobrir [GTE-Am] porque estamos fazendo uma coisa há muito tempo”, disse Klauser. “Estamos analisando, primeiro entendendo quais são os requisitos. Então os pilotos são uma grande parte disso. Então, que tipos de pilotos? Quem faria sentido estar em um Corvette nessa capacidade?”

“E como é a equipe? Não prevejo que trabalhemos com outra equipe. Temos a Pratt & Miller nos apoiando. Eles conhecem os carros melhor.”

“Na verdade, estamos focados em nosso programa GT3, então não faz sentido gastar tempo e recursos para atualizar algo por um ano quando estamos nos preparando para o GT3. Muito disso é apenas equilibrar o que temos agora até que o carro seja lançado em 2024.”

Klauser descartou efetivamente qualquer entrada extra da Corvette Racing na classe GTE-Pro este ano, além de Le Mans, onde a equipe IMSA se juntará para formar dois carros.

 

Published
3 semanas ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.