As novidades da Glickenhaus para 2022

Equipe estará presente em todas as etapas do WEC com um carro. (Foto: Divulgação)

Uma das grandes novidades durante a temporada 2021 do Mundial de Endurance, foi a estreia da Scuderia Cameron Glickenhaus. O Hypercar SCG007 se mostrou convincente e por muito pouco, não venceu as 6 Horas de Monza, além de terminar as 24 Horas de Le Mans com seus dois carros. 

Mesmo enfrentando problemas inerentes a qualquer projeto que está nos primeiros estágios de desenvolvimento, o SCG007 pode surpreender em 2022, já que estará competindo no WEC de forma integral, com apenas um carro. 

Nos últimos meses a equipe tem aperfeiçoado o protótipo, além do desenvolvimento dos esportivos SCG 004S & SCG 004CS. O Hypercar que disputará o Mundial de Endurance, terá melhorias no motor, que irá ser abastecido com combustível 100% renovável, desenvolvido pela TOTAL. 

Este combustível 100% renovável, será produzido com base em bioetanol, feito de resíduos de vinho da indústria agrícola francesa e na refinaria Feyzin da TotalEnergies perto de Lyon (França) a partir de matéria-prima do agronegócio. Esse combustível deve permitir uma redução imediata de pelo menos 65% das  emissões de CO 2 dos carros de corrida. O combustível estará em vários carros do WEC e também no European Le Mans Series.
Outra novidade é a introdução do sistema ‘Brake-by-wire. O sistema possui a capacidade de controlar os freios por meios elétricos. Ele pode ser projetado para complementar os freios comuns ou pode ser um sistema de freio independente.

Esta tecnologia é amplamente utilizada em todos os veículos elétricos híbridos e a bateria, incluindo o Toyota Prius . O freio por fio também é comum na forma de freio de estacionamento elétrico, que agora é amplamente utilizado em veículos convencionais.

O sistema substitui componentes tradicionais, como bombas, mangueiras, fluidos, correias e o uso de vácuo, além de cilindros mestres, por sensores e atuadores eletrônicos. A tecnologia drive-by-wire na indústria automotiva substitui os sistemas tradicionais de controle mecânico e hidráulico por sistemas de controle eletrônico usando atuadores eletromecânicos e interfaces homem-máquina , como pedal e emuladores de direção.

A Glickenhaus deve alinhar dois carros nas 24 Horas de Le Mans, e pode se tornar uma das equipes principais da classe Hypercar em 2022. Adversários não irão faltar. Alpine, Toyota e ByKolles. 

Siga o Bongasat nas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/bongasat 

Instagram – https://www.instagram.com/bongasat/ 

Grupo no Telegram – https://t.me/+kAg7FzeIB4cyNTdh

Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.