Rizi Competizione e a Ferrari 488 GTE

Versão GTE deve ganhar as pistas na próxima semana. (Foto: Divulgação Getty Imagens)

Versão GTE deve ganhar as pistas na próxima semana. (Foto: Divulgação Getty Imagens)

Com os lançamentos do novo Ford GT e BMW M6 já confirmados para a edição 2016 do TUSC, a Rizi Competizine quer ser uma das primeiras equipes clientes da Ferrari a ter a nova 488 GTE no campeonato americano.

O gerente da equipe Dave Sims, já está em contato com o fabricante italiano para ter o novo modelo, mesmo não se sabendo como anda o desenvolvimento das versões de competição do carro. “Nos nós não sabemos muito sobre isso”, disse Sims ao site Sportscar365.”Cristiano Michelotto vai estar aqui neste fim de semana, e espero que ele seja capaz de se sentar com nós e contar um pouco mais sobre o novo carro.”

A versão GTE já existe, e dará suas primeiras voltas com Giancarlo Fisichella ao volante na próxima semana. A principal diferente entre a nova 488 e a 458 além do visual é o motor v8 bi-turbo de 3,9 litros. Sendo a Ferrari um dos três carros a estrear motores turbos ano que vem, um novo balanço de desempenho já está sendo estudado pela IMSA. “Vai ser um desafio em ambos os lados para IMSA e para nós”, disse. “Mas será  do zero. O turbo é um jogo completamente diferente, você precisa de mais testes.” 

A expectativa é ter o carro em Novembro para iniciar um longo programa de testes, como preparação para as 24 horas de Daytona em Janeiro. “Nós estamos esperando para ver quando o primeiro carro estará disponível nos Estados Unidos”, disse ele. “Nós adoraríamos ser os primeiros a testar. Você pode testar tudo que você quer na Europa com as superfícies planas em circuitos de F1, mas você vem aqui … É por isso que a Audi e a Porsche testam em Sebring antes de Le Mans.Isso é o que nós gostaríamos de fazer com o 488. ” Finalizou.

Published
6 anos ago
Tags
,
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *