Programa GTE da Ferrari vai até 2022

(Foto: Divulgação)

O desenvolvimento da Ferrari 488 GTE na classe GTE-Pro do Mundial de Endurance durará até 2022. O apoio da Ferrari às equipes no WEC e ELMS continuará até a chegada do modelo Hypercar, que deve acontecer em 2023. As informações são do site Sportscar365.com.

Com o cancelamento do programa italiano, apenas a Porsche deverá manter seu Porsche 911 RSR na classe GTE. Atualmente, a classe só deve aparecer no WEC e no ELMS no próximo ano, uma vez que a IMSA não terá a classe GTLM a partir do próximo ano.  

O diretor de corridas de carros esportivos da  Ferrari, Antonello Coletta, afirmou: Para nós, estamos comprometidos por dois anos: 2021 e 2022. Esta é a nossa decisão. Temos muitos carros na GTE-Am e, para nós, isso é muito importante”. 

“Para a Ferrari, a resistência é uma unidade de negócios importante e ter muitos clientes que correm com nossos carros nos campeonatos mundiais é uma questão importante”.

“Claro, para o futuro, provavelmente a partir de 2023 ou 2024 existe a chance de que a FIA e a ACO movam a categoria GT para GT3. Mas agora não temos nenhuma decisão, apenas muitas discussões”.

“Claro, para a Ferrari é importante manter a classe GT no WEC. Espero que sigamos nessa direção. Esta é uma questão importante não apenas para nós, mas também para a federação”. 

A Ferrari está planejando colocar seu carro LMH nas pistas pela primeira vez em 2023. Este cronograma se encaixa perfeitamente com seu compromisso GTE atual até o final do próximo ano.

“Nosso envolvimento está OK para este ano e no próximo, mas depois veremos”, disse Coletta. “Mas é normal que eu considere GT apenas para clientes no futuro. Porque o envolvimento com nossa equipe oficial será no Hypercar”.

“Mas acho que o futuro do GT, para os demais concorrentes, está correto se for apenas para carros de clientes”. 

“Minha ideia é que é importante ter lá um piloto Bronze ou Prata, como o GTE-Am de hoje, porque isso é muito importante para o sucesso dos números de carros do futuro e para o negócio das montadoras”, finalizou. 

A Ferrari conquistou o título cinco das seis primeiras temporadas do WEC desde 2012. O fabricante venceu as 24 Horas de Le Mans na classe GTE-Pro em 2012, 2014 e 2019, Em 2017 James Calado e Alessandro Pier Guidi conquistaram o campeonato mundial de pilotos.

A Ferrari também fornece suporte de fábrica na classe GT3 para a equipe Iron Lynx, que está competindo no Fanatec GT World Challenge Europe com a AWS Endurance Cup com duas inscrições, além de dar apoio a diversas equipes da classe GTE-Am.

Published
5 dias ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.