Porsche domina dia de testes em Le Mans

11018917_10153071817627912_2323198858394585762_o

O primeiro encontro com todas as equipes para as 24 horas de Le Mans de 2015 começou bem para a Porsche. Com dois treinos aonde as equipes testaram tanto em pista seca quanto molhada o Porsche 919 Hybrid foi o mais rápido em ambos os treinos.

Se isso irá se refletir na prova, não sabemos, mas que a equipe alemã começou na frente, isso não se pode negar. Com o tempo de 3:21.061, Brendon Hartley com o #17 obteve o melhor tempo do dia na segunda seção de treinos. Foi seguido pelo Porsche #18 que dominou a primeira seção.

Tempos da segunda seção de treinos.

Tempos combinados.

Velocidades máximas.

As duas seções que foram disputadas em um circuito meio molhado e meio seco, foram os ideais para testar carros e principalmente pilotos. O terceiro melhor do dia foi o Audi #3 de Marco Bonanomi com o tempo obtido ainda na primeira seção com 3:22.307. Em quarto o Porsche #19 de Nick Tandy.  O Audi #7 de Benoit Treluyer completou os cinco primeiros, enquanto os dois Toyota foram apenas o sétimo e oitavo, sem ser um fator.

Como era de se esperar os estreantes do dia, a Nissan, pagaram pelo marketing ser superior ao desenvolvimento do carro. Olivier Pla com o #23 marcou o 18º tempo do dia a mais de 20 segundos do líder Porche. A equipe enfrentou problemas mecânicos, e a durabilidade dos carros é uma verdadeira incógnita. Mesmo assim a equipe obteve a maior velocidade da pista com 336.0 km/h.

As demais equipes da classe LMP1, tanto a Rebellion Racing quanto a ByKolles foram superiores aos carros a Nissan. A ByKolles ainda sofreu com problemas de motor e não completou a primeira seção de treinos.

Já na classe LMP2 a OAK Racing com o seu Ligier #34 liderou com Laurens Vanthoor ainda no primeiro treino com 3:41.919. Após ter que trocar de motor foi a vez de Chris Cumming testar o carro no treino da tarde. à ação no final da tarde com Vanthoor e co-piloto Chris Cumming ao volante. Como as condições foram melhores na primeira seção de treinos os tempos os três primeiros da classe se mantiveram inalterados. Em segundo o #36 da equipe Signatech Alpine e em terceiro o Oreca 03 #48 da Murphy Prototypes, “roubou” o lugar do #48, Oreca 05 da KCMG Racing.

Entre os carros GT a Aston Martin dominou ambas as classes no segundo treino. Darren Turner marcou 3:58.069 com o Aston #97, superando Oliver Gavin por apenas 0,093 segundos, que terminou o dia sendo o segundo mais rápido com o Corvette #64. Em terceiro a Ferrari #51 da equipe AF Corse de Gianmaria Bruni.

Na classe GTE-AM, foi da Aston Martin o melhor tempo do dia com o #98 pilotado por Pedro Lamy que marcou 3:59.338.

Bill Ford dará a bandeirada para a edição 83 de Le Mans

Os boatos de que a Ford estaria retornando a Le Mans de forma oficial ganharam mais um ingrediente neste Domingo (31). O presidente executivo da Ford motor Company William Argila Ford Jr. será o responsável por dar a bandeirada para a largada da 83º edição das 24 horas de Le Mans.

Bill que é bisneto de Henry Ford, e seguirá os passos do tio Henry Ford II que fez o mesmo gesto em 1966.

“A história da minha família está intimamente ligado ao lendário circuito de La Sarthe”, disse Bill Ford. “Cinqüenta anos atrás, o duelo com a Ferrari se tornou um dos marcos da história do automobilismo. É uma grande honra para chegar a Le Mans este ano e dar a bandeirada inicial como o meu tio fez em 1966.”

As especulações de que a marca voltaria a Le Mans, só aumenta com a escolha de Bill para os procedimentos de largada. A edição deste ano marca o 50º aniversário da primeira vitória da marca em Sarthe.

Bill Ford ingressou na Diretoria da empresa em 1998 e  é presidente da Ford desde 1999, quando foi nomeado presidente executivo em 2006.

Published
7 anos ago
Categories
24 Horas Le Mans
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.