JDC-Miller Motorsports vence as 12 Horas de Sebring

Cadillac Venceu na classe DPi. (Foto: IMSA)

A equipe JDC-Miller Motorsports venceu na noite deste sábado, 20, a edição 2021 das 12 Horas de Sebring. O Cadillac #5 foi pilotado por Sebastien Bourdais, Loic Duval e Tristan Vautier.  

Bourdais sobreviveu a um reinício tardio da corrida e um problema com o Cadillac para superar o Mazda #55 pilotado por Harry Tincknell por com uma diferença de 1,435 segundos. 

A prova teve um final intenso. Os cinco primeiros da classe DPi estavam separados por poucos segundos. A diferença dos cinco ponteiros ficou na casa dos cinco segundos.

Classificação final

Um acidente com o Mercedes-AMG GT3 Evo #75 da SunEnergy1 Racing de Maro Engel perdeu o controle na reta dos boxes ocasionando uma bandeira amarela. Na relargada Tincknell pressionou o Cadillac até a bandeira quadriculada.

Tristan Vautier e Loic Duval, que venceu a prova há dez anos após sua primeira vitória com um Peugeot 908 do Team ORECA. O Cadillac #48 da Ally Cadillac Racing dos pilotos Jimmie Johnson, Kamui Kobayashi e Simon Pagenaud terminou em terceiro. Infelizmente o trio perdeu a posição, caindo para último da classe, depois de Simon Pagenaud ter excedido o tempo máximo de condução de quatro horas com o #5 da JDC-Miller Motorsports em um período de seis horas .

Com a punição o Acura #60 da Meyer Shank Racing Acura ARX-05 de Dane Cameron, Olivier Pla e Juan Pablo Montoya conquistou o terceiro posto. Cameron ultrapassou o Acura #10 da Wayne Taylor Racing Acura pilotado por Alexander Rossi no reinício final. Rossi foi o quarto colocado no WTR , ao lado de Ricky Taylor e Filipe Albuquerque. 

O Cadillac #01 da Chip Ganassi Racing parecia estar a caminho da vitória, até que Scott Dixon acertou o BMW #25 Connor De Phillippi com 1 hora e 10 minutos para terminar enquanto tentava entrar no box. Renger van der Zande foi o piloto que terminou a prova na quinta posição, duas voltas na quinta posição.

Os brasileiros Pipo Derani, Felipe Nasr e Mike Conway que saíram na pole enfrentaram problemas durante a prova. Ainda no início um problema na cremalheira da direção quebrada, após um toque entre Derani e van der Zande, fez o #31 perder três voltas nos boxes. O carro acabou abandonando a prova faltando 1 hora e 54 minutos para o fim.  

PR1/Mathiasen vence na classe LMP2

PR1 Mathiasen vence na classe LMP2. (Foto: Divulgação)

O Oreca #512 da equipe PR1/Mathiasen Motorsports de Mikkel Jensen, Ben Keating e Scott Huffaker, venceu sem maiores problemas. Jensen terminou com uma volta de vantagem sobre Ryan Dalziel, Kyle Tilley e Dwight Merriman, com o #18 da equipe Era Motorsport.

A  Era herdou o segundo lugar após um violento acidente de Timothe Buret no #8 da Tower Motorsport, que rolou após colidir da Curva 2 com menos de três horas para o fim. Buret foi avaliado e liberado do centro médico interno.

O #22 da United Autosports completou o pódio da classe, se beneficiando do acidente de Buret e também de problemas elétricos para o pole #11 da WIN Autosport, que abandonou no início da corrida.

CORE Autosports vence na classe classe LMP3

Core Autosport vence na classe LMP3. (Foto: Divulgação)

Colin Braun, Jon Bennett e George Kurtz realizaram uma prova de recuperação e vencendo na classe. Braun assumiu a liderança nos 90 minutos finais da corrida ampliando a vantagem sobre os dois Ligiers da Riley Motorsports , que lideraram a maior parte da corrida.

Dos sete carros da classe, cinco terminaram a prova. 

Porsche vence entre os GTLM

Porsche surpreendeu e venceu na classe GTLM. (Foto: Divulgação)

A vitória na classe GTLM ficou com o Porsche #79 da WeatherTech Racing. O primeiro lugar veio depois de um toque envolvendo um BMW e um Corvette. O resultado dá à Porsche sua quarta vitória consecutiva na classe GT Le Mans, graças a um incidente no final da corrida entre Antonio Garcia e Connor De Phillippi.

Mathieu Jaminet pilotava o 911 RSR depois de ultrapassar o 25 De Philippi depois que o piloto da BMW foi forçado a cumprir uma penalidade de drive-through por causar o toque no Corvette Líder pilotado por Antonio Garcia nos dez minutos finais.

Os dois carros fizeram contato no gancho de cabelo, dando a Jaminet a chance de desafiar De Phillippi, que teve danos na carroceria do incidente.

Jaminet compartilhou o 911 RSR com Matt Campbell e Cooper MacNeil. Garcia parou seu Corvette #3, mas voltou à pista para terminar em quarto na classe, atrás do BMW # 24 de Jesse Krohn, que superou um incêndio de reabastecimento nas últimas duas horas para terminar no pódio. O carro também foi pilotado por Augusto Farfus. 

Tendo largado na pole da classe, o Corvette #3 dominou a primeira metade da corrida até cair uma volta na nona hora devido a dois erros de pit lane. Garcia conseguiu recuperar a primeira volta após  a sétima bandeira em toda a pista..

Ele liderava a classe à frente de De Phillippi e Jaminet até o incidente nos minutos finais. O Corvette #4 de Nick Tandy, Tommy Milner e Alexander Sims terminou quatro na quinta quinto posição após uma falha na ignição e reparos relacionados ao motor.

Porsche também vence na classe GTD

Com o resultado daPfaff Motorsports, Porsche conquista centésima vitória em Sebring. (Foto: Divulgação)

A Pfaff Motorsports superou problemas da qualificação para vencer na classe GTD A equipe canadense dos pilotos Laurens Vanthoor, Lars Kern e Zach Robichon se classificou no final do grid após problemas nos freios ABS durante a qualificação.

O feito do 911 GT3 R #9 ao lado do 911 RSR da classe GTLM, marca a 100ª vitória da Porsche em classe em 69 anos de história da corrida.

Vanthoor colocou o 911 #9 na liderança na 11ª hora, quando o líder da corrida, o Lexus RC F GT3 de Zach Veach foi forçado a um pit lane com um pneu furado após contato com o Porsche da Pfaff no penúltimo reinício.

Pilotado por Vanthoor o Porsche completou a prova. O 911 da  Wright Motorsports de Jan Heylen, Patrick Long e Trent Hindman terminou em segundo lugar. A prova não foi fácil para a equipe. Heylen foi penalizado por mudar de faixa no início da corrida, e mesmo uma penalidade de drive-through adicional para muitos membros da tripulação que estavam em cima do muro.

O Heart of Racing Team conquistou um segundo pódio consecutivo em Sebring em seu Aston Martin Vantage GT3 #23 de Ian James, Roman De Angelis e Ross Gunn. O Acura NSX GT3 Evo da Magnus Racing e o Porsche #88 do Team Hardpoint EBM, que teve Bia Figueiredo como piloto completou os cinco primeiros da classe.

Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.