Richard Mille estuda a possibilidade de pilotos homens no WEC

(Foto: Divulgação)

A equipe Richard Mille que competiu no ELMS e no Mundial de Endurance, não descarta ter pilotos homens na temporada 2022 do WEC. Competindo este ano com um Oreca na classe LMP2 e as pilotos Sophia Floersch, Tatiana Calderon e Beitske Visser, a equipe quer mais 

A iniciativa da FIA de incentivar mulheres a competir no automobilismo já rendeu frutos. Além da Richard Mille a equipe Iron Lynx alinhou uma Ferrari formada por pilotos mulheres, a Iron Dames. 

Com o sucesso dessa primeira empreitada, a Richard Mille, que é administrada pela Signatech, busca um novo plano de pilotos, com uma formação mista. Philippe Sinault, gerente da Signatech, estuda a contratação de pilotos homens.   

“Pensamos em talvez uma evolução para nossa linha de pilotos”, disse Sinault em entrevista ao site Autosport no Bahrein no início deste mês. “Ainda não está feito, mas conversamos com [o dono da equipe] Richard sobre o espírito da equipe”. 

“O principal objetivo deste projeto, o objetivo do projeto, é provar que as meninas podem vencer Le Mans. Por isso, estamos abertos a vagas mistas entre pilotos masculinos e femininos. Hoje temos três meninas no time, talvez algumas mudanças aconteçam, ainda não sabemos ao certo. Mas pensamos muito sobre isso”. 

“Se amanhã a Ferrari ou a Audi quiserem testar uma garota, seria fantástico. Prefiro que seja com a Alpine com certeza. Nosso trabalho é treinar meninas para serem elegíveis para as equipes com protótipos LMDh no futuro e para ganhar a corrida”, enfatizou. 

Sem confirmar nomes, Calderon e Floersch, devem continuar na equipe, de acordo com a Autosport. Floersch chegou a testar com o Oreca da equipe WRT, durante o dia de testes para pilotos iniciantes, no Bahrein. Ela também competiu na etapa de Portugal do ELMS. 

A bicampeão da WSeries Jamie Chadwick, e sua rival pelo título Alice Powell tiveram a chance de dirigir o Oreca #1 da Richard Mille no teste de estreantes pós-temporada no Bahrein. A Richard Mille terminou em nono entre os 11 times da temporada completa do WEC, obtendo o melhor resultado um sexto lugar em Portimão e no Bahrein.

Published
2 meses ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.