Strakka Racing não vai para a classe LMP1 em 2017

Ficar na LMP2 ou ir para a Asian LMS. (Foto: Strakka Racing)

Ficar na LMP2 ou ir para a Asian LMS. (Foto: Strakka Racing)

A Strakka Racing que cogitou participar da classe LMP1 privada em 2017 no WEC, desistiu da ideia. O time inglês que chegou a anunciar a construção de um protótipo próprio para o próximo ano deve mesmo ficar na classe LMP2 que também muda em 2017.

“Várias opções estão sendo consideradas na LMP2 e em outros lugares”, disse Dan  Walmsley, chefe da equipe ao site Endurance-Info.

“Nós gostamos do WEC. O que é certo é que não vamos estar presentes na LMP1 na próxima temporada, porque o tempo é muito apertado. No entanto, estamos sempre olhando para 2018.”

Walmsley disse que o atual Gibson 015S poderia correr no Asian Le Mans Series, nas mãos de outra equipe. O campeonato asiático aceita os atuais LMP2 até 2019. Sobre 2017 nada ainda está 100% confirmado. O dirigente acredita que terá todas as respostas durante o final de semana das 6 horas do México em setembro.

A classe LMP1 privada que atualmente tem apenas 2 equipes, Rebellion e ByKolles pode sofrer uma baixa. De acordo com rumores que circulam neste final de semana em Nurburgring uma das duas equipes pode não estar na classe em 2018.

Um dos atrativos para manter a classe competitiva é a adoção de sistema DRS a partir de 2018, uma maneira de tentar fazer algo frente ao poderio das equipes oficiais.

 

Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *