Porsche volta ao Mundial de Endurance

(Foto: Porsche AG)

O Conselho Executivo da Porsche AG aprovou nesta terça-feira, 15, o desenvolvimento de um protótipo LMDh para participar do Mundial de Endurance. Após uma longa fase de avaliação, a Porsche Motorsport recebeu o pedido para construir um veículo com base nos futuros regulamentos. A partir de 2023, os protótipos LMDh formarão uma nova classe no WEC e no North American IMSA WeatherTech SportsCar Championship. Ambos os campeonatos são extremamente significativos para o fabricante de carros esportivos de Stuttgart. A Porsche deu as boas-vindas à introdução da nova classe para protótipos híbridos quando ela foi anunciada em conjunto pelos organizadores da ACO / WEC e IMSA. Os carros de corrida, que pesam cerca de 1.000 quilos, são movidos por um sistema híbrido com potência de 500 kW (680 cv).

“A nova categoria LMDh nos permite lutar por vitórias gerais com um sistema híbrido nos clássicos de Le Mans, Daytona e Sebring – sem quebrar o banco. O projeto é extremamente atraente para a Porsche. As corridas de resistência fazem parte do DNA da nossa marca ”, explica Oliver Blume, CEO da Porsche AG.

Pela primeira vez em mais de 20 anos, será possível lutar por vitórias gerais com veículos idênticos em corridas de resistência ao redor do mundo. Além disso, a nova categoria LMDh se concentra na alta eficiência de custos. Os carros são baseados em um chassi LMP2 atualizado, e as especificações do sistema híbrido, incluindo os eletrônicos de controle, são padronizadas. Chassis de quatro fabricantes diferentes estão disponíveis. Cada marca é livre para selecionar o conceito do motor de combustão e o design da carroceria dentro da estrutura dos regulamentos.

Michael Steiner, membro do Conselho de Pesquisa e Desenvolvimento da Porsche AG, acrescenta: A médio prazo, a Porsche se concentra em três conceitos de direção diferentes: veículos totalmente elétricos, híbridos plug-in eficientes e motores de combustão emocional. Queremos representar esta trilogia no desenvolvimento de nossos carros de estrada de ponta e no automobilismo. Usamos a direção totalmente elétrica para contestar a FIA Fórmula E como parte de nosso compromisso de trabalho, e a unidade de combustão altamente eficiente e emocional nas corridas de GT. Agora, a classe LMDh fecha a lacuna para nós. Lá, potentes modelos híbridos – como os que são montados em muitos dos modelos de nossa marca – vão uns contra os outros. Se os regulamentos eventualmente permitissem o uso de combustíveis sintéticos, isso seria um incentivo ainda maior para mim em termos de sustentabilidade”.

“Gostaria de agradecer ao nosso conselho de diretores pela imensa confiança que depositam na estratégia de automobilismo que desenvolvemos”, explica Fritz Enzinger, vice-presidente do automobilismo. “Detemos um recorde com as nossas 19 vitórias absolutas nas 24 Horas de Le Mans e subimos ao pódio várias vezes nas principais corridas nos EUA. Podemos continuar esta tradição com um veículo LMDh e, ao mesmo tempo, manter os custos razoáveis. Tem havido grande interesse de outros fabricantes. Espero que possamos continuar de onde paramos, com os famosos confrontos contra muitas outras marcas nos anos oitenta e noventa. Isso daria um grande impulso a todo o cenário do automobilismo”.

Os modelos híbridos de alto desempenho têm uma longa tradição de muito sucesso na Porsche Motorsport. Em 2010 e 2011, o revolucionário Porsche 911 GT3 R Hybrid estabeleceu novos padrões de referência nas corridas em Nürburgring-Nordschleife. Naquela época, não havia outro veículo comparável com uma unidade híbrida.

Entre 2014 e 2017, o fabricante de carros esportivos de Stuttgart destacou sua experiência no campo de acionamentos híbridos de alto desempenho e alta eficiência com o 919 Hybrid. No Campeonato Mundial de Endurance, o protótipo da classe LMP1, venceu três vezes consecutivas as 24 horas de Le Mans. A Porsche também conquistou o título de campeão de fabricantes e pilotos três vezes consecutivas.

Published
1 mês ago
Tags
,
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.