Porsche disputa corrida de 24 horas em Sebring

Porsche Daytona

(Foto: Porsche AG)

A pista de Sebring, que neste final de semana recebe etapas do Mundial de Endurance e IMSA, traz boas recordações para a Porsche. Foram nos “bumps” em 2008, que a equipe venceu com o RS Spyder a prova no geral, superando o Audi R10 TDI.

No próximo final de semana duas equipes oficiais da marca estarão na pista. A preparação dos equipamentos e toda a logística, são tão intensos quanto as duas corridas.

“O fim de semana Sebring é uma grande desafio para a Porsche Motorsport. Tivemos que transportar toda a nossa equipe WEC incluindo os carros e todo o equipamento sobre o Atlântico. Isso por si só representa um desafio logístico”, diz Fritz Enzinger, vice-presidente de Motorsport. “Além disso, nossa equipe na IMSA concorre no mesmo local no mesmo fim de semana. Dois carros de fábrica tem que enfrentar cada uma dessas duas corridas de resistência importantes com sucesso. Tudo tem que estar certo.” O fim de semana Sebring também serve como preparação para este ano 24 Horas de Le Mans, onde Porsche voltará com quatro carros na classe GTE-Pro.

“Este será sem dúvida um dos fins de semana de corrida mais intensos do ano. Os horários de ambas as séries são apertados e só podemos utilizar alguns profissionais em ambos os lados. Basicamente, as duas corridas se somam a uma maratona de mais de 24 horas. Isso é definitivamente é o mesmo que Le Mans, especialmente nesta pista extremamente exigente. Nós vamos ter um 30 profissionais por equipe em cada uma das séries, mais um adicional de 15 pessoas para as equipes GT3 e programa o programa GT4 nos EUA”, diz Pascal Zurlinden, Diretor de GT fábrica Motorsport. “As equipes já está trabalhando de forma brilhante. Um exemplo disto: Enquanto a equipe IMSA estava testando em Sebring, o plantel do WEC usado as oficinas da CORE Autosport para configurar os dois 911 RSR. Eles têm tudo o que é necessário lá. É assim que o trabalho em equipe deve ser.”

Equipes Porsche Le Mans

Desafio da equipe é comparável ao de Le Mans. (Foto: Porsche AG)

“A cooperação entre as duas equipes, o intercâmbio de dados e informações, e as peças de reposição são fundamentalmente importante”, diz Fritz Enzinger. “Em 2018 com quatro carros, conseguimos vencer em Le Mans. Então, nós sabemos como funciona. Agora  pretendemos demonstrar a sinergia perfeita entre as equipes – em uma corrida de mais de doze horas e outra com mais de 1.000 milhas,” analisa.

Dezessete pilotos oficiais da marca participarão das duas provas, nas classes GTE-Pro, AM, GTLM e GTD.

A Porsche trabalha carros e pilotos em Sebring

WEC # 91: Gianmaria Bruni (I), Richard Lietz (A)

WEC # 92: Kévin Estre (F), Michael Christensen (DK)

IMSA # 911: Patrick Pilet (F), Nick Tandy (GB), Frédéric Makowiecki (F)

IMSA # 912: Earl Bamber (NZ), Laurens Vanthoor (B), Mathieu Jaminet (F)

Porsche já tem 18 vitórias no “geral” em Sebring

Com 18 vitórias gerais, Porsche é de longe a marca de maior sucesso na corrida de doze horas na Flórida. Os carros alemães dominam a prova, desde que foi disputada pela primeira vez em 1952, especialmente na década de 1970 e 1980. Entre 1976 e 1988, Porsche marcou 13 vitórias. Lendas de corrida Hans Herrmann e Olivier Gendebien marcaram a primeira vitória para a Porsche em Sebring em 1960. A vitória geral mais recente foi em 2008 graças a Timo Bernhard, Romain Dumas e Emmanuel Collard, com o RS Spyder.

A programação oficial dos eventos inicia nesta quarta-feira, 12.

Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *