Lamborghini não tem planos para programa GTE

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Uma possível entrada da Lamborghini no Mundial de Endurance via classe GTE, ganhou forma nas últimas semana, sendo inclusive discutida por sites e comentaristas especializados, durante as 24 horas de Le Mans que se realizaram no último final de semana.

Os rumores foram por terra, após declarações do CEO do fabricante italiano, Stefano Domenicali. O interesse da Lamborghini foi especulado devido a entrada da BMW para a temporada 2018, que se junta a Ferrari, Porsche, Aston Martin, Corvette e Ford na classe GTE-PRO. A participação, não estaria só restrita ao WEC, uma possível ida a IMSA também foi cogitada.

Em declarações ao site Sportscar365, o dirigente revelou que está satisfeito com o atual programa GT3.  “Eu diria que estamos muito felizes sobre a plataforma GT3. Com o Super Trofeo temos vários carros e quatro campeonatos. Com o programa GT3, estamos executando quatro campeonatos diferentes como uma equipe cliente, de modo que a base é muito sólida.”

Os boatos davam como certo a entrada para 2019 no IMSA e WEC em sequência. “Nós temos que equilibrar com o risco de fazer algo mais em relação aos investimentos do que é necessário”, disse Domenicali. “Então, com certeza existem ideias para melhorar, mas sem pressa, porque, honestamente, nós precisamos ver onde estamos indo.”

A Lamborghini vai lançar um SUV, sendo a atual prioridade dentro da empresa. “Como você sabe, hoje na Lamborghini, a maior prioridade é investir no novo lançamento Super SUV”, disse ele. “Esta é para nós a prioridade.”

* Com informações do site Sportscar365.com

 

Published
3 meses ago
Comments
Comentários
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.