IMSA pune equipes por esconder desempenho em Daytona

Acura da Michael Shank Racing foi um dos carros punidos. (Foto: Divulgação)

Acura da Michael Shank Racing foi um dos carros punidos. (Foto: Divulgação)

A IMSA puniu duas equipes que estariam escondendo o “jogo” durante o ROAR, evento preparatório para as 24 horas de Daytona, realizado no último final de semana. A maculação do desempenho foi detectada no Acura #93 da equipe Michael Shank Racing e no Mercedes #7 da P1 Motorsports, ambos da classe GTD.

Loris Spinelli no #71 e Marino Farnbacher no #93 teriam “tirado o pé” durante uma das seções de testes. De acordo com o site sportscar365.com, tanto os pilotos quando os chefes de equipe foram chamados pela direção da IMSA, para explicar o súbita mudança de desempenho.

Como punição, os dois carros não puderam continuar participando da sessão de treinos. O Mercedes deu apenas sete voltas, enquanto o Acura nove. A IMSA controlou em tempo real o desempenho dos carros ou a falta deles. Este controle é feito também, durante as provas.

 

Published
3 anos ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *