Em final surpreendente, Wayne Taylor Racing vence Petit Le Mans

Cadillac #10 venceu após falta de combustível do #5. (Foto: Brian Cleary/bcpix.com)

Tudo aconteceu na última volta. A equipe Wayne Taylor Racing dos pilotos Range van der Zande, Jordan Taylor e Ryan Hunter-Reay venceram a última etapa da IMSA neste sábado, 13, em Road Atlanta. A vitória certa para o Cadillac #5 da Action Express foi por terra, faltando duas curvas para o fim da prova. Filipe Albuquerque que dividiu o carro com Christian Fittipaldi e Tristan Vautier, viu tudo ir por terra.

A prova que começou com o domínio da Nissan e Mazda, viu os ponteiros perdendo os primeiros lugares. Pipo Derani que largou na pole, teve um pneu furado nas primeiras voltas. Mesmo infortúnio teve a equipe Mazda que perdeu um dos pneus enquanto liderava.

Classificação final NAEC
Classificação final
Resultado final Petit Le Mans

Juan Pablo Montoya que despontava entre os líderes, perdeu o controle do Acura #6. O piloto que dividiu o protótipo da equipe Penske com Dane Cameron e Simon Pagenaud, não conseguiu voltar para a corrida.

Oliver Jarvis, Lucas di Grassi e Tristan Nunez ficam na segunda posição com o Mazda #77, enquanto Jonathan Bommarito, Marino Franchitti e Simon Pigot. Com o resultado da prova Felipe Nasr e Eric Curran se tornam os campeões da IMSA em 2018. A dupla chegou em oitavo na classe, brigando contra o consumo de combustível nas voltas finais.

O Nissam #22 de Pipo Derani, Johannes van Overbeek e Timo Bernhard, ficou com o sexto lugar, marcando o fim da parceria entre a equipe Extreme Speed Motorsports, Nissan e Tequila Patron.

Nasr é campeão em seu primeiro ano na IMSA

Brasileiro será companheiro de Pipo Derani em 2019. (Foto: Divulgação)

Felipe não se arrependeu de ter saído da Fórmula 1. Competindo pela Action Express que conquistou o título em 2017, o brasileiro teve boas apresentações durante todo ano. Ao lado do experiente Eric Curran, souberam economizar combustível. O nono lugar virou oitavo quando o Oreca #85 da equipe JDC-Miller teve que entrar nos pits para abastecimento, na última volta.

Vitória da Porsche e título da Corvette na classe GTLM

Corvette conquista mais um título na classe GTLM. Porsche vence. (Foto: Divulgação IMSA/Porsche)

Nick Tandy e Patrick Pilet e Fred Makowiecki venceram na classe GTLM com Porsche #911, enquanto Jan Magnussen e Antônio Garcia com o Corvette #3 conquistaram o título na classe. A dupla teve a ajuda de Marcel Fassler, ex-piloto da Audi no Mundial de Endurance. O trio que chegou a perder o controle do carro, terminando em 8º na classe. Este foi o segundo título consecutivo da dupla.

Seus principais rivais, Ryan Briscoe, Richard Westbrook e Scott Dixon que pilotaram o Ford #67, terminaram na quinta posição. O Trio do Porsche vencedor também enfrentou problemas com o consumo de combustível. A vantagem para Tommy Milner no Corvette #4 de 11.443 segundos, foi suficiente para conquistar a vitória. Patrick Pilet e Fred Makowiecki venceram este ano as 12 horas de Sebring e as 24 horas de Nurburgring.

O BMW #24 terminou na terceira posição, seguido pelo irmão #25. O Ford #67 ficou com a quinta posição. Todos os carros da classe GTLM, terminaram a prova.

Título para a Paul Miller Racing na classe GTD.

Daniel Serra leva a Ferrari ao primeiro lugar na classe GTD. Lamborghini vence o campeonato. (Foto: Divulgação)

O brasileiro Daniel Serra ao lado de Cooper MacNeil e Gunnar Jeannette venceu com a Ferrari #48 da Scuderia Corsa. Serra superou Álvaro Parente faltando 40 minutos para o término da prova. O título da classe ficou com o Lamborghini #48 da Paul Miller Racing dos pilotos Bryan Sellers e Madison Snow.

Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *