Brabham anuncia programa para o Mundial de Endurance

Brabham

(Foto: Divulgação)

A Brabham Automotive anunciou nesta quarta-feira, 09, seu programa para competir nas 24 Horas de Le Mans e consequentemente no Mundial de Endurance. O time australiano deve entrar na temporada 2021/22 do WEC na classe GTE.

Todos os recursos para manter a equipe serão da própria organização e também de parceiros. O programa  BT62 “Driver Develompent Program, fará com que os primeiros proprietários do esportivo, façam parte do desenvolvimento da equipe para Le Mans.

Os fãs da marca poderão acompanhar todos os detalhes do projeto através da hashtag #brabhamroadtolemans. Um extenso programa de testes visando o desenvolvimento do BT62 será realizado nos próximos meses. David Brabham que já venceu em Sarthe em 2009, está a frente dos trabalhos.

“Retornar o nome Brabham para Le Mans é algo que venho trabalhando há anos, por isso é fantástico fazer este anúncio hoje”, disse ele. “A Brabham Automotive lançou seu primeiro carro, o BT62, em maio de 2018, então temos um longo caminho a percorrer para ganhar o direito de voltar a competir em Le Mans.

“Esse trabalho começa agora com um compromisso de corrida de longo prazo. Estamos ansiosos para desenvolver o BT62 e os futuros produtos enquanto construímos uma equipe de corrida competitiva de nível mundial em torno dos principais talentos de engenharia e fabricação que temos no negócio. ”

Pierre Fillon, presidente do Automóvel Clube de l’Ouest (ACO), promotores das 24 Horas de Le Mans, comentou: “Em Le Mans, o lendário nome de Brabham evoca instantaneamente memórias de uma história de sucesso familiar extraordinária.”

“Tudo começou em julho de 1967, no único Grande Prêmio da França a ser realizado no Circuito de Bugatti, quando o tricampeão mundial de Fórmula 1, Sir Jack Brabham, levou as honras em um carro com o nome de Brabham.”

“Os filhos de Sir Jack, Geoff e David, perpetuaram a tradição da família ao vencer as 24 Horas de Le Mans em 1993 e 2009, respectivamente, ambos com a Peugeot.”

“Para o Automobile Club de l’Ouest, o retorno do nome Brabham para as corridas de resistência é, portanto, muito mais do que simbólico. Demonstra lealdade notável e um extraordinário espírito competitivo ”.

Maiores detalhes sobre o programa, bem como o modelo GTE serão anunciados em breve. A marca pode confirmar que será um Brabham original baseado no desenvolvimento do chassi BT62, que já foi projetado e construído para atender aos padrões modernos de segurança da FIA.

A Brabham Automotive também pretende competir em séries Pro-AM com equipes de clientes. O diretor comercial da marca, Dan Marks, acredita no sucesso do projeto.

“A Brabham Automotive é uma marca de corrida. Desde o início, sempre tivemos o automobilismo competitivo em mente.”

“Nosso plano de ir na jornada de volta a Le Mans é uma declaração de intenção de que a Brabham Automotive está de volta e aqui para ficar. No BT62, já construímos um excelente e irrestrito carro de pista agora com uma opção legal de estrada.”

“Vamos desenvolver este carro para deixar sua marca no automobilismo, junto com novos veículos. Hoje é uma ótima notícia para nós e ajudará a colocar a indústria automotiva australiana de volta ao cenário mundial ”.

Published
1 semana ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *