Augusto Farfus tem semana intensa de treinos pré-temporada no WEC e DTM

(Foto: Divulgação BMW)

(Foto: Divulgação BMW)

Augusto Farfus tem tido um início de ano muito intenso, com participações nas 24 Horas de Daytona, 12 Horas de Bathurst, na Corrida de Duplas da Stock Car, além de semanas de preparação física especializada e outros compromissos. Mas agora, realmente, o ano vai começar para o piloto da BMW, com os treinos oficiais de pré-temporada dos dois campeonatos que ele vai disputar regularmente em 2018. A partir desta sexta-feira (6), Farfus estará em Paul Ricard, na França, para os testes do World Endurance Championship (FIA WEC), em que vai estrear com a nova BMW M8 GTE. Na sequência, em Hockenheim, na Alemanha, acontecem também os treinos preparatórios para o campeonato do DTM, onde ele corre pela sétima temporada consecutiva. 

No WEC, Farfus dividirá o carro com o português António Félix da Costa, ambos representantes da Hero Motorsport na Europa. A BMW terá dois carros na competição de provas de longa duração, cujo ponto alto é a disputa das 24 Horas de Le Mans. Para essa preparação, pilotos e equipes terão um treino de 30 horas no circuito de Paul Ricard neste fim de semana, para trabalharem no aprimoramento do carro, além de simulações de corrida e outros ajustes finais na BMW M8 GTE, após mais de um ano de desenvolvimento do modelo para o campeonato. 

Já no domingo, Farfus segue para Hockenheim, onde será realizada a pré-temporada, assim como a etapa de abertura, do DTM. Uma das principais mudanças deste ano é em relação à aerodinâmica dos carros, com o objetivo de aproximação do regulamento técnico para uma possível unificação com o Super GT Japonês no futuro. Por isso, essas atividades serão tão importantes para melhor adaptação e preparação para o campeonato, que terá 10 rodadas duplas em 2018. 

“Enfim vão começar as atividades oficiais dos campeonatos que vou correr neste ano. Depois de um ano dedicado ao desenvolvimento da nova BMW M8 GTE, vamos aproveitar esse treino de 30 horas em Paul Ricard para entender melhor o carro, e seguir o seu aperfeiçoamento, visando as 24 Horas de Le Mans e todas as próximas provas longas que teremos durante a temporada. O Balance of Performance (BoP) que nos foi liberado pela FIA não foi o esperado inicialmente, então trabalharemos com ainda mais afinco para tirarmos o melhor do carro dentro dessas configurações.” 

“Já no DTM, o objetivo principal será a adaptação e evolução do carro com o novo pacote aerodinâmico. Isso será muito importante, visando uma possível unificação com o Super GT Japonês, e também para termos um desempenho forte desde a primeira etapa do ano, para brigarmos sempre no alto da tabela”. Finalizou. 

Published
3 semanas ago
Comments
Comentários
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.