Starworks Motorsports confirma programa na IMSA

Oreca 07 será entregue no dia 12 deste mês. (Foto: Oreca)

A equipe Starworks Motorsports anunciou nesta segunda-feira, 09, sua participação na classe LMP2 da IMSA na temporada 2020. Com o nome de Tower Motorsport by Starworks a equipe completa 10 anos este mês, participará das quatro etapas do Michelin Endurance Cup e provas regulares. 

Os pilotos serão John Farano e Ryan Dalziel que terão a companhia de David Heinemeier Hansson para as etapas longas e Nicolas Lapierre para disputar as 24 Horas de Daytona. A equipe receberá um novo chassi Oreca 07.  

“Não posso agradecer o suficiente a John Farano pela ligação”, disse o proprietário da equipe, Peter Baron. “Sua ligação veio um dia após a IMSA ter lançado as regras de 2020, exigindo um motorista com classificação Bronze como parte de uma formação. John compartilhou minha visão de não ter desculpas e fazer o que for preciso para vencer e, depois de mais algumas chamadas e e-mails, tínhamos um programa. Começar o projeto com um novo Oreca 07 foi uma decisão fácil. Reunimos um incrível grupo de ex-integrantes da Starworks que estão animados para voltar às corridas de protótipos. Esta deve ser uma das nossas melhores temporadas no automobilismo e acredito que somos um candidato muito forte para ganhar os relógios Rolex em Daytona em dois meses”.

Prata da Casa, Ryan Dalziel, tem passagens pela Ferrari F430 Challenge Pirelli Trophy, além de conquistar o título da classe GS na Grand-Am. Desde então, o canadense adquiriu experiência em corridas em todo o mundo, competindo na European Le Mans Series vencendo o LMP3 Class Championship 2018 e, recentemente, vencendo na classe LMP2 na Asian Le Mans Series.

“Sem John, isso pode não ter acontecido, por isso estou incrivelmente agradecido por sua fé em Peter e eu”, disse Dalziel. “A decisão de voltar às corridas de protótipos trouxe uma nova energia para essa equipe. Com os esforços anteriores, vencemos vários campeonatos, além das 24 Horas de Le Mans e Doze Horas de Sebring. Sabemos que temos o que é preciso para executar um programa vencedor do campeonato. Conheço John há muitos anos, quando ambos corremos na Grand Am, e éramos colegas de equipe no WEC. Adicionar Nico, outro companheiro de equipe anterior à nossa lista de Daytona, é realmente a cereja do bolo”. 

A Tower Events and Seating Services empresa de Farano, será a principal patrocinadora da equipe. A empresa é uma as maiores em engenharia e instalação de arquibancadas temporárias e estruturas para atender grandes eventos. Ela foi fornecedora do GP da Austrália de F1; o Grande Prêmio Firestone de São Petersburgo; e, recentemente selecionado como fornecedor de estruturas temporárias para o Super Bowl da NFL 2020, que será realizado em Miami, Flórida. “Estou extremamente empolgado por voltar à competição da IMSA e ansioso por voltar a competir nos principais circuitos da América do Norte, começando com Daytona em janeiro”, disse Farano. 

Quatro vezes vencedor das 24 Horas de Le Mans na classe LMP2, Nico Lapierre, se juntará à equipe durante as 24 Horas de Daytona. Lapierre e Dalziel já competiram pela equipe Tequila Patrón, vencendo as 12 Horas de Sebring em 2018. “Estou realmente satisfeito em participar do esforço da Starworks para Daytona”, disse Lapierre. “Será a minha primeira corrida para a Starworks, mas sei como a equipe é profissional e bem-sucedida. Gosto das novas regras para a categoria LMP2 na IMSA e tenho certeza de que teremos uma linha competitiva e lutaremos pela vitória. Mal posso esperar para janeiro”, enfatiza

A equipe receberá seu novo chassi em 12 de dezembro, pouco antes do primeiro evento da temporada, o Roar Before the 24, que será realizado no circuito de Daytona. A prova será realizada entre os dias 23 e 26 de janeiro e abre a temporada 2020 da IMSA.

Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.