Red Bull e Oreca irão desenvolver chassi para protótipo movido a hidrogênio

MissionGT em SPA

Primeira aparição do protótipo foi em SPA em 2018. (Foto: ACO)

A Red Bull Advanced Technologies e a ORECA foram escolhidas, após um concurso para desenvolver um chassi para a futura categoria de hidrogênio nas 24 Horas de Le Mans.

O Automobile Club de l’Ouest anunciou na segunda-feira, 25, que a RBAT e a ORECA trabalharão juntas para desenvolver a base de um protótipo movido a hidrogênio que será elegível na futura classe de protótipos movidos a hidrogênio, que deve entrar na pista a partir de 2024.

O projeto reúne a experiência de resistência do construtor LMP ORECA e RBAT, que é conhecido por seu trabalho em design de carros de corrida, aerodinâmica, simulação e outras áreas de pesquisa. 

A primeira tarefa da parceria é conduzir um estudo de viabilidade para um conceito de carro a hidrogênio. RBAT e ORECA trabalharão junto com a Plastic Omnium, que está fornecendo o tanque de hidrogênio para a nova fórmula.

“Esta parceria confirma que o ACO tomou as decisões certas para o futuro do automobilismo e ressalta nossa ambição por corridas de carbono zero para as gerações futuras”, disse o presidente do ACO, Pierre Fillon.

“Estamos muito satisfeitos em receber a ORECA e a Red Bull Advanced Technologies ao lado da Plastic Omnium, fabricante do tanque de combustível da classe de hidrogênio”.

“Ter essas empresas automotivas de primeira linha a bordo provavelmente atrairão ainda mais interesse dos fabricantes de automóveis, especialmente daqueles que contribuem regularmente para nosso grupo de trabalho de hidrogênio”.

“Estamos vivendo em tempos difíceis, mas o ACO está buscando resolutamente sua rota em direção à corrida e mobilidade de zero-carbono”, finalizou. 

A RBAT já trabalhou em vários projetos de engenharia, incluindo o desenvolvimento dos carros de Fórmula 1 da Red Bull Racing, o do Aston Martin Valkyrie e a tela protetora para os carros da IndyCar Series.

“Estou muito satisfeito que a Red Bull Advanced Technologies tenha sido escolhida pela ACO junto com nossos parceiros ORECA para desenvolver o conceito de um carro de corrida de resistência movido a hidrogênio para Le Mans”, disse o CEO da empresa Christian Horner.

“A Red Bull Advanced Technologies está bem qualificada para enfrentar o desafio definido pelo ACO, tendo acesso a muitas das ferramentas usadas para projetar e desenvolver o carro de F1 da Red Bull Racing, junto com uma experiência significativa em outros programas de veículos de ponta”.

“A classe de Hidrogênio em Le Mans oferece uma visão empolgante do futuro do automobilismo sustentável e promete avançar no uso do hidrogênio no transporte e também proporcionará corridas emocionantes”.

O presidente da Oreca, Hugues de Chaunac, comemorou a escolha da sua empresa. “Estamos orgulhosos que o Automobile Club de l’Ouest nos escolheu para trabalhar ao lado da Red Bull Advanced Technologies neste projeto ambicioso e voltado para o futuro”,  disse.

“E estamos entusiasmados por trabalhar com os outros parceiros do projeto, entre eles Plastic Omnium e Green GT. A colaboração é vital se quisermos ter sucesso na introdução de uma classe de hidrogênio nas 24 Horas de Le Mans de 2024”.

“A ORECA gosta de desafios e mudanças pioneiras e podemos expressar plenamente nossos talentos em uma empresa tão envolvente”.

“Com as classes LMH e LMDh, as corridas de resistência estão entrando em uma nova era fascinante. Do ponto de vista técnico e esportivo, isso nos deixará na berlinda”, finalizou.

Published
1 mês ago
Categories
24 Horas Le Mans
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.