Mundial de Endurance divulga alterações nos regulamentos para 2019

Aston Martin

Equipe não poderão mais trocar pneus e reabastecer o carro ao mesmo tempo. (Foto: Adrenal Media)

A direção do Mundial de Endurance divulgou nesta quarta-feira, 03, novas diretrizes durante o pit-stop, das equipes que disputam o WEC. A partir do próximo campeonato, os mecânicos não poderão mais trocar pneus, enquanto o carro é abastecido.  Várias equipes condenaram quando no final de 2017, o regulamento autorizou a troca de pneus e reabastecimento ao mesmo tempo. Com a mudança, equipes terão opções de estratégia.

Regulamentos do Mundial de Endurance 2019/20

Outra mudança é são os pontos duplos para as 24 Horas de Le Mans. O WEC reduziu os pontos de Le Mans em 50% a mais do que o que é distribuído em corridas padrão de seis horas, enquanto as 1.000 Milhas de Sebring geraram 25% a mais. Essa escala será ajustada na próxima temporada, com as corridas de oito horas no Bahrain e Sebring agora ganhando 50% mais pontos do que as corridas de seis e quatro horas, que adotarão a estrutura básica de 25 pontos para uma vitória.

Lastro na classe GTE-Am

Outra novidade é que a classe GTE-Am usará a mesma fórmula de lastro empregado na classe GTE da ELMS.

Uma abordagem A + B + C onde A é igual a resultados da corrida anterior, B é igual a resultados da corrida antes e C igual à classificação do campeonato será usado para determinar quanto peso extra cada carro recebe.

Para cada critério, os três melhores carros receberão 15, 10 e 5 kg adicionais de lastro de sucesso, respectivamente, o que significa que um máximo de 45 kg de volume por carro pode ser utilizado.

Se um carro não entrar em um evento, ele receberá automaticamente uma penalidade adicional de 15 kg para a próxima rodada. A novidade foi anunciada em dezembro. Além do lastro o BoP da classe será mantido.

Pneus de quatro horas e tempo de conduções divulgadas

A partir do próximo ano, limites serão impostos no tempo de uso dos pneus em cada carro. As equipes LMP1, LMP2 e GTE-Pro continuarão a ter quatro conjuntos e meio de pneus disponíveis para as corridas de seis horas em Fuji, São Paulo e Spa.

Serão permitidos seis sets e meio para o Bahrein e Sebring, enquanto as competições de quatro horas em Silverstone e Xangai terão metade. Haverá uma ligeira redução na quantidade de pneus disponíveis na prática e qualificação para Le Mans, mas os disponíveis para a corrida, não serão alterados.  alocações de corrida permanecerão as mesmas.

Os regulamentos falam de uma alocação de pneus para provas de 10 e 12 horas, mas no futuro campeonato, não existem corridas com esta duração de tempo.

Provas de quatro horas do WEC terão alterações sobre as etapas da ELMS. Os pilotos da classe LMP2 das duas séries devem competir no mínimo por 45 minutos, e no máximo duas horas e 45 minutos.

No ELMS, os tempos máximos de condução aplicam-se apenas aos pilotos com classificação ouro e platina e são pouco menos de uma hora do que no WEC.

 

Published
8 meses ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *