Temporada 2021 do Mundial de Endurance com 33 carros

(Foto: Divulgação)

A FIA divulgou nesta quinta-feira, 21, a lista de inscritos para a temporada 2021 do Mundial de Endurance. Serão 33 carros nas quatro categorias. Serão cinco carros na nova classe Hypercar, com duas Toyotas e dois da Glickenhaus Racing. O único LMP1 é o da Alpine que tem entre seus pilotos André Negrão. 

A classe LMP2 terá 11 carros, enquanto a GTE-Am, 13. Quatro carros formam a classe GTE-Pro, duas Ferrari e dois Porsche. 

A nona temporada  significa o início de uma nova era  para o endurance com a introdução da categoria Hypercar. A Toyota já revelou seu modelo, com a Peugeot pronta para seguir o projeto em 2022 e a Porsche e a Audi logo depois. Nesse ínterim, a lista de inscritos de 2021 parece extremamente promissora, com forte representação do fabricante, equipes de classe mundial e uma lista impressionante de pilotos.

Lista de inscritos

A qualidade das inscrições em todas as quatro categorias, que é dividida quase igualmente entre protótipos e GTEs, proporcionará ação e entretenimento ininterruptos ao longo da temporada de seis etapas. 

Na classe LMP2, o Oreca #01 da Richard Mille Racing Team, terá a primeira equipe 100% feminina com Tatiana Calderon, Sophia Floersch e Beitske Visser. Vários grandes nomes do automobilismo fazem parte da classe.  Nomes como  Juan Pablo Montoya e Stoffel Vandoorne, campeão mundial do WEC de 2014 Anthony Davidson, campeão mundial de Fórmula E Antonio Felix da Costa e quatro vezes vencedor da categoria Le Mans, Jan Magnussen. Os campeões do LMP2 e ELMS, Filipe Albuquerque e Phil Hanson, também retornam para 2021.

Ferrari e Porsche se enfrentam na classe GTE-Pro. A Ferrari continua a ser o fabricante GTE de maior sucesso na história do WEC, com  seis títulos. Campeões da temporada 2018/2019, Porsche retorna com Porsche 911 RSR  em busca de outro título. A Ferrari #51 mantêm os mesmos pilotos do ano passado, enquanto Daniel Serra substitui Davide Rigon no #52 ao lado de Miguel Molina. No Porsche #91 nada mudo. Neel Jani substitui Michael Christensen no 911 #92.

Com 13 carros, a classe GTE-Am é a maior do grid. Serão cinco Ferrari, cinco Porsche e três carros Aston Martin. Os estreantes Iron Lynx (Ferrari) com dois carros e D’station Racing (Aston Martin) impulsionam a categoria.

As mulheres também estarão na classe,  a Ferrari #85 da Iron Lynx liderada por Rahel Frey, Manuela Gostner e Michelle Gatting. A Cetilar Racing troca a classe LMP2 por uma Ferrari para este ano. A Gulf Racing com Porsche agora se chama GR Racing. Equipes tradicionais como AF Corse, Dempsey-Proton Racing, Aston Martin Racing e TF Sport fazem parte da classe. 

“O Hypercar marca uma virada para as corridas de resistência. Esta nova classe de ponta é o alvorecer de um futuro brilhante com Toyota, Glickenhaus e Alpine prontos para se envolver em batalhas emocionantes na pista. Apesar das condições adversas de hoje, o grid continua impressionante e nosso campeonato mais popular do que nunca. Para a alegria da FIA e do ACO, que têm incentivado as mulheres a entrarem na briga, o campo é composto por duas equipes exclusivamente femininas,” enaltece Pierre Fillon, presidente do Automobile Club de l’Ouest.

Published
1 mês ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.