Protótipo LMDh da Porsche está “complicado”, afirma Penske

(Foto: Porsche)

O presidente do Team Penske, Tim Cindric, afirmou que o desenvolvimento do protótipo LMDh da Porsche, não está no estágio que deveria. A Porsche Motorsport iniciou seu programa de testes com o lançamento do protótipo ainda sem nome na pista de provas da Porsche em Weissach em janeiro, que foi adiado por um mês devido à falta de peças. Em seguida, completou mais de 2.000 km de corrida no Circuito da Catalunha de Barcelona no mês passado.

“O teste em Barcelona durou cinco dias”, disse Cindric ao site Motorsport.com. “Nós colocamos alguns pilotos, registramos alguns quilômetros. Sim, houve problemas iniciais, é um carro complicado”. 

“Eu não poderia imaginar começar mais tarde do que começamos. Quando você olha para isso, somos realmente os primeiros na pista e estamos pensando em estar prontos para Daytona no próximo ano, é uma batalha difícil para chegar lá”. 

“Tivemos a capacidade de correr em Weissach e fazer algumas voltas, apenas ver o que funciona e o que não funciona. Conseguimos trabalhar com os sistemas enquanto esperamos pelo resto das peças e peças com o híbrido e todas essas coisas. É um projeto muito grande.”

O protótipo está programado para estrear em Daytona em janeiro de 2023, além da participação efetiva no Mundial  de Endurance. O projeto conecta a equipe da Porsche, Penske e Multimatic. “Coletivamente, é junto”, disse Cindric sobre a composição da equipe. Honestamente, é muito diferente, é um time. Isso não é apenas conversa. Está na Alemanha, mas nosso pessoal está lá, de mãos dadas com a Porsche”, finalizou. 

A Peugeot também está enfrentando problemas no desenvolvimento do seu 9X8. O Hypercar francês teve sua estreia adiada, para depois das 24 Horas de Le Mans deste ano.

Published
4 meses ago
Categories
Sem categoria
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.