Os 60 anos do museu das 24 Horas de Le Mans

(Foto: Divulgação)

O ano de 2021 marca o 60º aniversário do Museu das 24 Horas de Le Mans. No espaço o visitante encontra um rico material sobre a história da corrida, bem como carros de diferentes épocas. Para comemorar a data, o espaço Alpha & Omega mostra lado a lado o Porsche 919 Hybrid e De Dion, carro mais antigo do museu. O Porsche 919 agora faz parte do acervo do museu. 

134 anos de diferença no Museu

A Cart De Dion é a associação de três homens, o Conde Albert De Dion, o mecânico Georges Bouton e o vaporista Charles-Armand Trépardoux, que deu origem a este veículo cujo corpo imitava carrinhos de cachorro. 

Da palavra inglesa que significa “carroça de cachorro”,  é originalmente uma pequena carruagem puxada por cavalos com duas rodas, equipada com uma cesta para acomodar os cães de caça do proprietário. Esta nova versão, com a sua impressionante caldeira e duas enormes rodas dianteiras, podia atingir 40 km/h.

O 919 marca o retorno do fabricante alemão ao Campeonato Mundial de Endurance. O LMP1 venceu as 24 Horas de Le Mans em 2015, 2016 e 2017. Com 19 vitórias na classificação geral desde 1951, a Porsche é a marca de maior sucesso nas 24 Horas.. Desde 2011, o fabricante está presente no circuito de Le Mans todos os anos.

A Porsche vê a oportunidade de desenvolver motores com uma fonte dupla de propulsão. Longe da caldeira a vapor do Dog-Cart De Dion-Bouton, o Porsche 919 Hybrid é movido por um motor V4 de 500 cv na parte traseira, acoplado a um motor-gerador elétrico de 400 cv na frente, para atingir uma velocidade máxima de 345 km/h.

Mara maiores informações acesse o site oficial do museu:  lemans-musée24h.com

Published
6 meses ago
Categories
24 Horas Le Mans
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.