Juan Pablo Montoya e filho competirão na IMSA em 2022

(Foto: Divulgação)

Juan Pablo Montoya e o filho, Sebastian Montoya, estarão dividindo o volante do Oreca 07 da equipe DragonSpeed durante as 12 Horas de Sebring do próximo ano. O anúncio foi feito pelo piloto e a equipe em suas redes sociais. Pablo foi o campeão da classe DPi em 2019. Sebastian, de 16 anos,fará sua estreia na categoria.

Pai e filho dividirão o LMP2 com Henrik Hedman. Sebastian estará competindo na prova de 12 Horas, enquanto Pablo fará as demais corridas da IMSA.   

“Estou muito feliz por estar de volta com o DragonSpeed ​​na próxima temporada”, disse Juan Pablo Montoya, que pilotou um DragonSpeed ​​em algumas corridas de endurance em 2021, como o Mundial de Endurance e algumas corridas da IMSA pela equipe Meyer Shank Racing.Também competiu na Fórmula Indy pela equipe Arrow McLaren SP. “Vai ser uma nova aventura porque vamos fazer IMSA desta vez, onde estou muito familiarizado com as pistas e estratégias de corrida, por isso vai ser muito divertido. Mal posso esperar para me juntar a Henrik novamente e estou ainda mais animado para dividir um carro com Sebastian pela primeira vez”, disse o colombiano

A DragonSpeed, que venceu na classe LMP2 nas 24 Horas de Daytona em 2019 e 2020, terá um LMP2 na prova, que será realizada entre os dias 29 e 30 de janeiro. Hedman fez parte da equipe vencedora de 2019 e acrescentou uma vitória da classe LMP2 ProAm nas 24 Horas de Le Mans deste ano.

“É uma grande sensação voltar para a IMSA com Henrik em 2022, depois de atingirmos nosso objetivo juntos em Le Mans”, disse o chefe da equipe DragonSpeed, Elton Julian. “Ele está procurando por mais algumas conquistas e com a nossa ajuda, e eu quero agradecê-lo mais uma vez por sua confiança no DragonSpeed. Trabalhar com Juan Pablo tem sido um dos destaques da minha carreira no automobilismo, e há muito mais por vir dessa relação, não menos importante, a oportunidade de ajudar Sebastian a se estabelecer como uma estrela em ascensão”, explicou. 

Equipe competirá com um Oreca 07, na classe LMP2. (Foto: Divulgação)

Sebastian Montoya passou do kart aos carros de fórmula em 2021, competindo na competição europeia de F4. Ele também impressionou com seu desempenho em um teste de estreante no Campeonato Mundial de Endurance, no Bahrein, em outubro.

“Esta é uma grande oportunidade para mim, e estou muito grato pela chance que DragonSpeed ​​e Henrik me deram”, disse ele. “Correr com o papai é um sonho que se tornou realidade, pois ele tem sido meu ídolo enquanto crescia e poder compartilhar um carro com ele é um sonho que se tornou realidade. O teste do Bahrein foi uma grande experiência e a equipe me ajudou muito a melhorar em nosso curto tempo juntos. Estou ansioso para trabalhar com DragonSpeed ​​novamente e fazer mais progresso. ”

Hedman está ansioso para dirigir com a dupla Montoya, mas expressou sua apreciação por compartilhar um carro com Hanley ao longo dos anos. “Com meu foco nas corridas nos EUA e Ben Hanley – meu companheiro de equipe profissional desde 2016 – merecendo maiores oportunidades na Europa, quero agradecer a Ben por um sucesso fenomenal e sua amizade nos últimos seis anos”, disse Hedman. “Junto com o apoio incrível de DragonSpeed, eu simplesmente não poderia ter vencido em Daytona e Le Mans, conseguido mais três vitórias no ELMS e IMSA, além de outros 10 pódios sem Ben ao meu lado”. 

“Olhando para o futuro, é um prazer continuar com Juan Pablo por mais uma temporada, e ter Sebastian no carro com seu pai em Sebring será um momento muito especial. Vai ser um ótimo ano”, finalizou. 

Leia também:

DragonSpeed define pilotos da Indy para Daytona

Siga o Bongasat nas redes sociais:

Facebook – https://www.facebook.com/bongasat 

Instagram – https://www.instagram.com/bongasat/

Grupo no Telegram – https://t.me/+kAg7FzeIB4cyNTdh

 

Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.