Hypercars mais pesados para Portimão

(Foto: Divulgação)

A organização do Mundial de Endurance divulgou nesta terça-feira, 08, o BoP para as 8 Horas de Portimão, próxima etapa do WEC. Os carros da classe Hypercar (Toyota e Alpine) ficarão mais pesados. 

De acordo com o boletim técnico, os dois protótipos da Toyota terão o peso mínimo de 1.066 kg, marcando um aumento de 26 kg desde a abertura da temporada do Total 6 Horas de Spa em maio. O Alpine A480 Gibson ganhou 22 kg, passando para 952 kg.

BoP para Portimão

O SCG 007 LMH da Scuderia Cameron Glickenhaus tem um peso mínimo de 1030 kg, que é o menor peso possível para um Hypercar.

O Glickenhaus terá 965 MJ de energia disponível ao longo de uma temporada, em comparação com 962 MJ para a Toyota e 918 MJ para a Alpine. A potência máxima do Toyota foi reduzida em 5 kW a 515 kW (ou 7 hp a 690 hp). A Alpine também teve uma ligeira redução desde Spa, de 454 para 450 kW (603 CV). O SCG 007 rodará com 520 kW.

Com os ajustes, é esperado que os protótipos LMP2 estarão mais próximos da classe de Hypercars, visto o desempenho dos mesmos na etapa de Spa-Francorchamps. Mesmo com um desempenho não condizente com o previsto, a FIA e a ACO não irão alterar o desempenho dos protótipos LMP2. 

Na classe GTE não houveram alterações. O Porsche 911 RSR-19 vai competir com 1246 kg, a Ferrari 488 ficará com 1260 kg. No GTE-Am, a Ferrari #83 da equipe AF Corse, vencedora em Spa, recebeu 30 kg de lastro de sucesso, tornando-se o carro mais pesado do grid, com 1300 kg.

O Aston Martin Vantage GTE #33 da TF Sport ficou com 20 kg extras e terá um peso final de 1267 kg, em comparação com os outros Astons na classe Am, com 1247 kg. A Ferrari da Cetilar Racing, que completou o pódio do Spa, tem 10 kg de lastro e agora está rodando com 1280 kg.

O lastro de sucesso em pacotes de 15, 10 e 5 kg é aplicado aos três primeiros carros nas duas corridas anteriores da atual temporada e aos três primeiros da classificação do campeonato.

Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.