Grandes carros – Ferrari 333SP

ferrari-333-sp-333sp-199-rm-auctions-001

Sempre tive uma atração por protótipos. Quando era pequeno ficava fascinado com aqueles Porsches 956, Ferraris P3, Lolas enfim. Eram carros feitos exclusivamente para correr e para mim corriam mais que um F1. Em alguns momentos isso realmente aconteceu. Hoje quero falar de um protótipo um tanto quando diferente, A Ferrari 333SP, o ultimo protótipo feito por Maranello em uma tentativa da marca voltar para os campeonatos de esporte protótipo e claro as 24H de Le Mans.
 
05
333SP nas 12H de Sebring em 1999
 
Como muitos devem pensar a333SP não é uma Ferrari 100% Ferrari. Ela foi desenvolvida pela empresa Dallara a pedido do piloto amador e dono da MOMO Gianpiero Moretti. Faziam mais de 20 anos que não era desenvolvido um protótipo da marca italiano. Inicialmente competiu na IMSA Americana e depois por vários campeonatos pela Europa. Sua estrutura foi desenvolvida em túnel de vento além de muita fibra de carbono seu chassi era de fundo plano. O motor foi um V12 derivado do F92A usado pela equipe de F1 na temporada de 1992 que foi ampliado para 4L com potencia em torno de 600cv. O ronco do motor era algo tão surreal que podia ser ouvido em todos os 7km de SPA. Para quem gosta de ronco de motores sabe do que estou falando.
 
Ferrari-333-SP_8
Detalhe do V12
 
O Modelo estreou em 1994 na terceira rodada da IMSA conquistando os 2 primeiros lugares. O sucesso foi imediato e na etapa seguinte depois de ter sido entregue a 3 equipes conquistou os 3 primeiros lugares . Em 1995 conquistou as 12H de Sebring além de outras 4 vitórias conquistando o campeonato de marcas e pilotos. Mesmo sendo rápido o carro nunca fez uma boa apresentação em Le Mans conquistando em 1995 apenas um sexto lugar.
 
64
333SP ao lado de um Porsche 911 GT1… lendas em combate
 
Em 1996 o carro ganhou as 6 H de Watkins Glean e acabou em 4º no campeonato. Em 97 faturou novamente em Sebring e mais 4 vitórias durante o ano. Com 4 anos de idade e a competitividade dos modelos da Riley. Para a temporada de 1998 com algumas alterações o carro foi para International Sports Racing Series que mais tarde se tornou a FIA GT em um tempo em que protótipos podiam competir. Conquistou as 24H de Daytona, 12 H de Sebring, 6H de Watkins Glean e as 2,5 H de Nurburgring. Para 1999 o modelo entrou na recém criada ALMS pelas equipes Dyson Racig e Doyle Risi não tento um bom rendimento já que os ligeiros Panoz e BMW eram visivelmente mais velozes. Na Europa o carro conquistou os 500Km de Monza e SPA.
 
bms22a
333 de Marco Zadra campeã da FIA GT em 2001
 
Em 2000 o carro apareceu poucas vezes em corridas de endurance conquistando apenas as 2,5 H de Nurburgring. Fez algumas aparições na Grand AM. Em 2001 Pelas mãos de Marco Zadra ganhou o campeonato de carros esportes da FIA sendo este seu último grande feito. Para 2002 o modelo sofreu sua última atualização e passou a usar um motor Judd não sendo bem sucedido . A última vez que foi visto em competições oficiais foi em 2003 nos 500 Km de Monza. Ao todo foram feitos 41 Ferrari 333SP
2390881440001028486nzrNrZ_ph Ferrari da equipe MOMO
 
Ferrari-333-SP_6 Volante típicos dos anos 90
 

Ferrari-333-SP_7

Ferrari-333-SP_11
Precisa dizer alguma coisa?
 
 

Uma pequena ficha técnica

Motor F130 65º v12
Localização Central, longitudinal
Compressão 11.5:1
Chassi Fibra de Carbono
Cambio 5 marchas
Suspensão Braço duplo operando molas mais amortecedores.
Tração Traseira
Velocidade máxima 368 Km/H
Freios Discos ventilados nas 4 rodas.
Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.