Ferrari incluirá equipe da F1 no projeto LMDh

(Foto: Divulgação)

A Ferrari está motivada a fazer bonito no Mundial de Endurance. Após a confirmação de que voltará às corridas de endurance em 2023, com um protótipo LMDh, o time italiano italiano já começou a escalar projetistas e engenheiros para a empreitada. 

Vindos de diferentes setores da fábrica, a ideia é aproveitar o máximo do teto orçamentário estipulado pelo WEC. Na F1, o orçamento da Ferrari é de $146 milhões, o que abre espaço para o programa de endurance. 

“Se compartilharmos com a F1, é bom para nós”, disse Antonello Coletta, diretor de corridas da Ferrari ao site sportscar365.com. “Se podemos considerar algumas pessoas do departamento de F1, por que não?”

“Mas a decisão de fazer um LM foi por uma questão estratégica e não por causa das novas regras da F1”, explicou. 

“É claro que a expertise do departamento de F1 é consistente e será uma oportunidade para nós. A Ferrari é uma empresa e é normal que compartilhemos toda a experiência que temos em nossa fábrica.

“É normal para nós… mas não porque estejamos na LMH. No GTE, é exatamente o mesmo, onde não temos o híbrido. Em qualquer caso, compartilhamos toda a experiência que temos”, enfatiza. 

A equipe que desenvolve o programa GT já começou o trabalho do protótipo LMDh, assim como parte do grupo da F1. Coletta explicou que a composição da equipe LMH da Ferrari é “um trabalho em andamento” e que a empresa ainda não está pronta para divulgar as pessoas que vão liderar a parte técnica do projeto.

Mas ele indicou que “mais e mais pessoas” dos programas GT irão trabalhar no protótipo. “É possível que estejamos sob o mesmo teto e a Ferrari seja apenas uma”, disse Coletta.

Uma das vantagens da futura classe é a opção de poder escolher quatro fabricantes de chassi: (Oreca, OAK Automotive, Multimatic e Dallara). 

“Ter um link, para mim, é ter o motor ou as peças híbridas, por exemplo”, disse Coletta.

“São peças que podemos colocar nos carros de rua do futuro, porque não? Podemos fazer uma experiência hoje e colocar os carros de rua amanhã”, finalizou

O dirigente não revelou qual será o layout do carro, se baseado em um modelo de rua ou algo totalmente novo. 

Ferrari em parceria com a Oreca

O site endurance-info revelou nesta sexta-feira, 02, que a Ferrari estaria fazendo um acordo com a francesa Oreca para o desenvolvimento do seu programa GT e possivelmente o LMDh.

A empresa Michelloto é a responsável atualmente na construção dos modelos GTE e GT3  do fabricante italiano. Caso se concretize, a Oreca poderia ajudar a desenvolver o futuro protótipo. 

 

Published
1 semana ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.