Ferrari competirá no Mundial de Endurance em 2023

A Ferrari confirmou nesta quarta-feira, 24, sua participação no Mundial de Endurance. O fabricante italiano entrará na a categoria Hypercar do Mundial de Endurance a partir de 2023.

A marca italiana retornará ao endurance pela primeira vez desde 1973 e será mais um grande fabricante a confirmar sua participação na nova categoria Hypercar do WEC A Ferrari está pronta para enfrentar empresas como Toyota, Glickenhaus, Peugeot, Porsche e Audi, que se comprometeram com a categoria Hipercarro.

A nova categoria Hypercar de 2021 é onde as equipes e pilotos podem competir pela vitória geral do campeonato no FIA WEC e nas 24 Horas de Le Mans.

A Ferrari tem uma longa e ilustre história em corridas de resistência e em Le Mans. O fabricante venceu Le Mans por nove vezes, a última vez em 1965 como parte das famosas batalhas Ford contra Ferrari nos anos 1960.

Nos últimos anos, no entanto, a Ferrari teve muito sucesso na categoria GT de Le Mans, vencendo pela última vez a categoria GTE Pro em 2019 com a AF Corse. A marca ganhou o título da classe quatro vezes, incluindo o primeiro Campeonato Mundial de Fabricantes de GT de Endurance da FIA em 2017. Mais detalhes do projeto não foram divulgados.

Hoje é um grande dia para as corridas de endurance: a Ferrari está de volta as 24 Horas de Le Mans e ao Campeonato Mundial de Endurance. A classe de Hypercars promete batalhas épicas. Ao lado da Ferrari, em 2023, muitos fabricantes que já se juntaram a nós farão de tudo para vencer a corrida em seu ano centenário. Esta é uma excelente notícia para uma disciplina cuja base de regras constitui um sólido base para construir um futuro brilhante”, disse Pierre Fillon, Presidente do Automobile Club de l’Ouest (ACO).

Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.