F1 GP da Turquia–Erros ganham corridas?

Erro

Por definição e pela história do automobilismo o vencedor é aquele que vai do ponto A ao ponto B no menor tempo e de forma mais rápido possível. Foi assim até o começo dos anos 90 aonde a FIA começou a mutilar circuitos e por artifícios nos carros para deixar eles mais lentos. Nivelando os carros o melhor piloto iria se destacar e assim o braço do piloto iria prevalecer sobre o motor.

Funcionou pois alguém sabe o nome de algum piloto que dirigiu o Porsche 917 em Le Mans? Não a grande maioria lembra do carro por ele chegar a 400km/h em uma época em que freio de carro de competição era igual a freio de carro de rua.

Claro que esse tipo de conceito se aplica bem em carros esporte e não em monopostos de F1. Senna tirava leite de pedra quando pilotava carros ruins, Emerson conseguia levar seus adversários ao erro e assim conquistava vitórias. Já Schumacher usava meios não muito amistosos para ganhar corridas e assim a F1 foi evoluindo.

Quando um carro se destaca logo a FIA cria meios para nivelar e deixar a coisa mais interessante. Foi assim com o amortecedor de massa da Renault, o difusor, a suspensão ativa. Este ano o KERS, a asa móvel e o auto consumo de pneus tem deixado a F1 muito gostosa de se ver e até circuitos chatos e sem graça foram palcos de grandes apresentações.

Nessa F1 moderna tudo tem funcionado menos o ganhador das últimas corridas, Vettel com seu carro mágico. Guiou sem erros e não deu chance para os adversários chegarem perto. Os que chegaram levaram junto mais adversários que acabam atrapalhando que tentasse algo. Foi assim com Alonso e Webber que poderiam ter vencido a corrida mas…hoje era o dia Vettel (mais um que se diga).

Mas o que isso tem haver com o título da coluna? Tudo…Vettel errou? A equipe errou? Não, foram altamente competentes e não jogaram por água todo o trabalho que ele teve na pista.

Os outros postulantes a vitória Ferrari e McLaren pisaram feio na bola principalmente com Hamilton e Massa. Foi vergonhoso ver os dois perdendo tempo com coisas que se fazem a séculos.  Nem na época que se tinha reabastecimento se via trocas tão medíocres. Esses erros seriam comuns as equipes novas mas não as principais do grid.

E assim o bonde anda e a RBR conquista mais uma vitória muito em cima das cagadas dos outros. Foi gostoso ver Massa disputando com Hamilton, Button e Rosberg. Foi uma pena pelos erros da equipe pois o brasileiro teria facilmente chego em 4º. Tirando o fato dos erros nos pits me pergunto se esse consumo alto de pneus não estaria prejudicando alguns pilotos.

Certamente quem tem mais braço vai saber poupar e levar o carro até o final da corrida com os pneus inteiros, só que o que adianta tudo isso se a estrutura do carro consome pneus demais? Até que ponto essa dificuldade é benéfica para o esporte?. Isso vamos ver nas próximas corridas.

Por falar em dificuldade como é bom ver Schumacher levando uma surra de todos os pilotos do grid. Acho que as equipes pagam um bônus por piloto para cada ultrapassagem feita. Aonde está todo aquele talento? Em que lugar ficou aquele audácia? Será que ele tem todo esse potencial?

Quando corria sozinho (pois a Ferrari não deixava ele ter adversários dentro da equipe) tudo era mais fácil e bem ou mal os outros adversário o temiam pois sabiam que se fossem disputar alguma coisa ou o alemão jogava eles para fora ou vinha alguma punição por parte da direção de prova. Hoje com uma equipe mesmo que 100% alemã Schumy tem um adversário competente que soube valorizar as melhorias que estavam presentes em seu carro. Esse papo que ele está velho não cola mais. As coisas mudam e hoje Schumacher não é mais Schumacher o que dá um sabor todo especial para as corridas. Poderia ser feito um bolão para ver qual piloto ultrapassa ele mais vezes durante a corrida.

A próxima etapa será o GP da Espanha em Barcelona. Uma prova que sempre foi chata pelo conhecimento de todas as equipes do traçado já que sempre foi um dos circuitos “oficiais” para os testes de pré-temporada. Se esta prova foi emocionante ai sim a F1 honra o nome que tem e olha que isso não está tão longe assim de acontecer.
Published
10 anos ago
Categories
F1Opinião
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *