Conheça as equipes da temporada 2022 do WEC

(Foto: Divulgação)

A organização do Mundial de Endurance divulgou nesta quarta-feira, 12, a lista de inscritos para a temporada de 2022 do WEC.Serão 39 carros em quatro classes. A adição de novos competidores em três das quatro classes, incluindo a Hypercar, contribuiu para um campo de três carros maior que o recorde anterior do grid estabelecido em 2018-19 e oito carros maior que na temporada passada.

Seis entradas Hypercar estão listadas, incluindo dois carros LMH híbridos, cada um da Toyota Gazoo Racing e da Peugeot, que está apresentando seus novos protótipos 9X8 sob o nome Peugeot TotalEnergies com os #93 e #94. Eles são acompanhados por um único Glickenhaus 007 LMH e o retorno do Alpine A480 Gibson.

O carro da ByKolles não aparece na lista, visto que o carro não foi aceito pela organização do WEC, por não cumprir os requisitos mínimos para homologação. A classe LMP2 é a maior classe com 15 carros, incluindo as chegadas da Team Penske, Prema Powerteam e Vector Sport, bem como o regresso da G-Drive Racing em parceria com a Algarve Pro Racing. O Oreca 07 Gibson é o carro de todas as equipes.

Lista de inscritos

A Porsche LMDh, que será parceira da Penske, terá os pilotos Dane Cameron e Felipe Nasr, bem como o bicampeão GTE-Am Emmanuel Collard. Os campeões europeus da Le Mans Series, Robert Kubica e Louis Deletraz, estão listados na equipe Prema , que se alinhou com o Iron Lynx para sua estreia nas corridas de carros esportivos.

Will Stevens substitui Anthony Davidson no JOTA após a aposentadoria do campeão mundial de 2014. A mudança de Sean Gelael da JOTA para a atual campeão da LMP2 WRT abriu uma nova escalação para a equipe britânica que terá Oliver Rasmussen, Ed Jones e Jonathan Aberdein e Oreca #28. .

A WRT estará com dois carros na classe. Três carros LMP2 estão participando da classe Pro-Am. ARC Bratislava está de volta com um alinhamento ajustado, enquanto Ultimate e AF Corse juntam-se ao grupo. A Inter Europol Competition,  Richard Mille Racing e dois carros para a United Autosports completam a lista de protótipos LMP2.

Na classe GTE-Pro, cinco carros estão confirmados. Duas Ferraris, dois Porsches e um Corvette. Alessandro Pier Guidi e Miguel Molina são os dois primeiros pilotos nomeados na equipe AF Corse Ferrari, que é a única formação GTE-Pro que permanece incompleta.

A GTE-Am continuará com 13 inscrições, com muitos dos participantes da categoria da temporada 2021 continuando no novo mandato. Esforços de dois carros com modelos Ferrari Iron Lynx, equipes Porsche Dempsey-Proton Racing e Team Project 1, e equipe Aston Martin TF Sport com D’station Racing, estão confirmados. 

A AF Corse voltará a operar três Ferraris, apesar da retirada da Cetilar Racing, com duas novas formações de pilotos, incluindo uma equipe do Spirit of Race.

A Aston Martin terá um único carro para.  Nicki Thiim retorna ao WEC em tempo integral no Aston Martin Vantage GTE #98 de Paul Dalla Lana.David Pittard também se junta à da NorthWest depois de pilotar um Aston Vantage GTE no dia de testes para novos pilotos. A GR Racing é o outro participante com um único Porsche 911 RSR-19. A Racing Team Nederland, Cetilar Racing, High Class Racing e DragonSpeed ​​deixaram o WEC para se concentrar no Campeonato IMSA WeatherTech SportsCar.

A temporada do WEC começa nas 1000 milhas de Sebring em março e inclui corridas  em Spa, Le Mans, Monza, Fuji e Bahrain. “Que melhor maneira de comemorar o décimo aniversário do WEC do que com um número recorde de carros no grid”, disse o CEO do WEC, Frederic Lequien.Não apenas temos um campo forte e variado na classe Hypercar e GTE-Pro, também vemos números recordes nas classes LMP2 e GTE-Am, o que é uma prova do crescimento contínuo do nosso campeonato”. 

“O futuro do WEC parece extremamente brilhante e estamos ansiosos para ver todos em Sebring para o início do que promete ser outra temporada memorável”, ressaltou. 

 

Published
6 dias ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.