BMW tira engenheiros da FE e DTM para auxiliar no projeto LMDh

(Foto: BMW)

Visando o corte de custos, a BMW está realocando profissionais de seus programas da Fórmula E e DTM. A informação foi confirmada pelo diretor da BMW Motorsports, Mike Krack. 

A BMW estará competindo com um protótipo LMDh em parceria com a Dallara, na IMSA, a partir de 2023. Com o apoio oficial na DTM, que mudou seus carros para modelos GT3, agora equipes carros BMW, só serão administrados por equipes privadas. A participação do fabricante alemão na Fórmula E, terminou após o fim da temporada 2020/21

“Depois de parar com a  DTM e a Fórmula E, ainda há muitas pessoas boas disponíveis na BMW”, disse Krack ao site Sportscar365.

“Nós recrutamos dessas duas categorias. Também tivemos que demitir algumas pessoas e reduzimos o quadro de funcionários. Mas, principalmente, eles vêm da Fórmula E, e alguns têm um histórico de DTM”, enfatizou. 

“Os caras do GT estavam todos no programa M6 e continuaram com o desenvolvimento do M4, e não podemos tirá-los de lá. Eles têm que ficar lá porque também temos um novo GT4 chegando. Não está totalmente separado. A troca é importante, mas o que aprendemos é que a Fórmula E está nos dando boas orientações para a era híbrida do LMDh”. 

O ex-chefe do programa DTM, Maurizio Leschiutta, será o responsável pelo programa no Endurance.  A entrada de protótipos permitiu à BMW manter a maior parte de seu pessoal de corrida de fábrica.

O lançamento do protótipo da BMW está marcado para meados de 2022.

Published
1 mês ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.