Alguns esclarecimentos do regulamento para 2013 do WEC.

L9-IMG_4557[3]

O ano de 2013 será de espera e expectativa. Em todos os campeonatos organizados pela ACO este será o último ano dos atuais LMP1 e LMP2 visto que 2014 tudo será diferente. Mesmo com tantas mudanças chegando a ACO revelou novos detalhes do regulamento técnico do ano que vem. Nenhuma novidade absurda ou que mude as coisas mas apenas fazendo alguns ajustes.

A classe P2 que foi muito competitiva este ano está autorizada a receber modelos com motorização Diesel. Pode ser um modelo aberto ou fechado, Os modelos abertos serão de equipes 100% privadas sem envolvimento com fabricantes. O valor do carro sem o motor não pode exceder 362.100 Euros. A ACO permite que equipes comprem sem restrição de valor equipamentos de telemetria. O fabricante deve fornecer a FIA e ACO uma relação de preços das peças de reposição.

Os fabricantes não devem ter mais de um modelo (por exemplo um fechado e outro aberto) dentro de um período de 3 anos, isto só será permitido caso o mesmo passe por alteração (tirar o teto ou mudanças no chassi em conformidade com o regulamento de 2014).

Equipes que queiram competir em Le Mans devem adquirir um kit Le Mans com aerodinâmica especifico para a pista não pode exceder os 10 mil Euros. Todas estas mudanças extras não podem exceder os 35 mil Euros.

A capacidade dos motores diesel da classe LMP2 será de 2500 cm3 (um P1 é de 3.700cm3). As rodas podem ser de Magnésio ou alumínio forjado ou fundido.

Já os modelos P1 também vão sofrer alterações. Os híbridos terão a capacidade de energia obtida na frenagem alterada para 0,5mj. A desaceleração deve ter a potencia de 1g ao contrário de 2g deste ano. Os pontos de obtenção de energia serão definidos em cada circuito do campeonato pela ACO.

No máximo 2 aletas verticais podem ser adicionadas ano difusor traseiro, porém a superfície deve formar ângulos retos em direção ao difusor.

Published
9 anos ago
Tags
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *