ACO não autoriza alterações no Ligier JS P217 para Le Mans

Ligier começa Le Mans com dificuldades. (Foto: FIAWEC)

Ligier começa Le Mans com dificuldades. (Foto: FIAWEC)

A briga entre os fabricantes na classe LMP2 ganhou mais um capítulo. A ACO não atendeu as solicitações da Onroak Automotive, que pleiteava alterações no Ligier JS P217. A polêmica começou após os testes oficiais para as 24 Horas de Le Mans, que viu as 13 primeiras posições na classe, ocupadas por protótipos Oreca 07.

Tentando dar uma maior chance para seus clientes, a Onroak acabou solicitando, que as alterações feitas, pudessem ser avalizadas. Para tal, os demais fabricantes deveriam aprovar, todos negaram.

Os outros fabricantes decidiram que não podemos fazer essa mudança”, disse Jacques Nicolet dono da OnRoak Automotive, ao site dailysportscar.com.

O principal problema dos protótipos franceses é a baixa velocidade em reta. O melhor JS P217 foi o #32 da equipe United Autosports, pilotado por Filipe Albuquerque. O português marcou 3:31.907. O melhor tempo da classe foi de Nelson Panciatici com o #35 da Signatech Alpine, marcando 3:28.146.

Quando se compara as velocidades máximas, nova perda para o Ligier. O mais rápido durante os testes foi o Dallara com 341,3 km/h, superando com folga os 333,9 km/h obtidos pelo JS P217.

 

 

Published
5 anos ago
Categories
24 Horas Le Mans
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista MTb 6873/SC, formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.