WEC planeja mais uma etapa para a temporada 2020/21

(Foto: Divulgação)

A organização do Mundial de Endurance estuda aumentar o calendário da temporada 2020/21 para nove etapas. A próxima temporada terá oito provas, iniciando em Silverstone e terminando em Le Mans.

Com eventos de setembro de 2019 até junho de 2020, com exceção de janeiro e abril, as chances de expandir o calendário são possíveis, afirma o presidente do WEC, Gerard Neveu.

“Em 2021, se pudermos adicionar uma corrida, não será no início da primeira parte da temporada porque temos uma corrida por mês”, disse ele em entrevista ao site Sportscar365.com. “Isso aconteceria no começo do ano. Entre janeiro e abril. Se você considerar que gostaríamos de evitar confrontos com Daytona e Sebring, temos opções.”

A série foi disputada como campeonato de nove rounds em 2016 e 2017 com a adição da etapa do México. O retorno do circuito Hermanos Rodriguez depende dos custos com logística, algo que discutido com as equipes. Em 2016 a organização do WEC bancou o transporte.

A etapa de Interlagos estava originalmente marcada para acontecer em abril de 2020, ficando para fevereiro do mesmo ano. A organização firmou um contrato de dois anos com os promotores brasileiros, podendo ser estendido para mais um.

Calendário provisório para a temporada 2019/20 do Mundial de Endurance. (Imagem: FIAWEC)

“O calendário, você tem uma estrutura forte”, disse Neveu. “Sabemos que temos que começar em setembro e terminar em Le Mans. Depois disso, estamos livres para nos adaptar a cada ano. “Podemos decidir porque depois de um ano voltaremos a Sebring? Nós não sabemos.”

“Como é que São Paulo vai funcionar em fevereiro? Nós não sabemos Aprendemos com isso e depois disso decidiremos.”

Sebring que volta ao calendário ainda é uma incógnita para o dirigente. Neveu afirma que espera que a prova obtenha sucesso para que retorno nos anos seguintes. “Colocamos Sebring no calendário provisório porque o desejo é ficar em Sebring”, disse Neveu. “É justo dizer, ‘a ser confirmado’ porque precisamos ter algumas condições após o primeiro evento. Neste momento, o plano é ir a Sebring.”

“Temos que correr primeiro em 2019. Se funcionar bem, se o paddock estiver contente, normalmente temos o compromisso de dizer que é por vários anos.”

“Se uma dos lados não estiver satisfeito, temos a possibilidade de dizer que é por um ano e não mais.”

Neveu finalizando afirmando que o evento do WEC deve ser no mesmo final de semana do da IMSA. Vamos a Sebring se for durante a prova de 12 horas ou vamos encontrar outro lugar”, finalizou.

Published
3 meses ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *