Toyota faz dobradinha em Fuji

2014-6-Heures-de-Fuji-6-hours-rw4-9810_hd_thumb-25255B2-25255D

Se em 2013 as 6 horas de Fuji tiveram pouco mais de 20 voltas por conta de uma chuva torrencial, a edição 2014 transcorreu sem problemas climáticos. A única coisa que não mudou foram os vencedores.

Correndo em casa a Toyota fez uma importante dobradinha na luta pelo título de construtores. O #8 do trio Anthony Davidson, Nicolas Lapierre e Sebastien Buemi, não encontraram adversários e venceram de forma absoluta.

O início da corrida foi movimentado com praticamente as três equipes se alternando na liderança da prova nas primeiras voltas, porém nem Porsche, nem Audi conseguiram fazer frente a velocidade dos carros da Toyota. A Porsche até tentou esboçar uma possível batalha com o #20 pilotado no primeiro turno por Mark Webber, porém um pneu furado acabou deixando o carro a 1 volta dos líderes.

2014-6-Heures-de-Fuji-6-hours-rw4-6693_hd_thumb-25255B2-25255D
Na classe LMP2, domínio do Ligier da G-Drive Racing

Das três “grandes” a Audi fez uma prova apagada. Ainda no início até os modelos da Rebellion Racing superaram, mesmo que por poucos momentos a equipe Alemã. Porém com o andar da corrida o ritmo melhorou, mas não a ponto de superar seus adversários diretos.

Em segundo o Toyota #7 de Alexander Wurz, Stephane Sarrazin e Kazuki Nakajima, que tentou uma reação em cima do #8 porém sem sucesso. Em quarto e quinto os Porsche sendo o #20 pilotado por Timo Bernhard, Mark Webber e B. Hartley e o #14 de Romain Dumas, Neel Jani e Marc Lieb.

Em quinto e sexto vieram os Audi #1 de Lucas di Grassi, Loic Duval e Tom Kristensen, e o #2 de André Lotterer, Benoît Tréluyer e Marcel Fassler.

2014-6-Heures-de-Fuji-6-hours-rw4-8057_hd_thumb-25255B1-25255D
Duelo entre Ferrari e Aston Martin culminou com dobradinha da AF Corse

Entre os LMP1 da classe Light o Lotus acabou se incendiando na última hora, o que pode custar a participação da equipe na próxima etapa em Shanghai no dia 2 de Novembro. Christophe Bouchut que pilotava na hora saiu sem problemas além de um grande susto. Em nenhum momento o Lotus fez frente aos carros da Rebellion Racing e chegou a ser mais lento que os ponteiros da classe LMP2.

Na classe LMP2 o domínio dos treinos do #26 da equipe G-Drive Racing se confirmou. O Ligier pilotado por Roman Rusinov, Olivier Pla e Julien Canal liderou praticamente toda a prova, e travou um belo duelo nas primeiras horas e nos 30 minutos finais com o Oreca 03 da equipe KCMG do trio Matthew Howson, Richard Brandley e Alexandre Imperatori.

Em terceiro o Morgan da equipe OAK Racing de Keiko Lhara, Gustavo Yacaman e Alex Brundle, que voltaram a competir no WEC. Yacaman chegou a sair da pista depois de uma disputa com um dos Oreca da equipe SMP Racing.

10665700_10152778495652248_2774514696782233472_n_thumb-25255B1-25255D
Na classe GTE-AM dobradinha da Aston Martin

Na classe GTE-PRO, uma bonita dobradinha da equipe AF Corse com as Ferrari #51 de Gianmaria Bruni e Toni Vilander e a #71 de David Rigon e James Calado em cima do Aston Martin #99 de Alex McDowall, Darry O´Young e Fernando Rees, que começou liderando a prova mas acabou perdendo o ritmo. Em quarto o Porsche #91 que fez uma prova apagada, bem com o #92 que teve um pneu furado nas primeiras voltas e chegou na 6º posição.

Entre os amadores da GTE-AM a Aston Martin fez dobradinha com o #95 de Kristian Poulsen, David Hansson e Nick Thim e #98 de Paul Dalla Lana, Pedro Lamy e Christoffer Nygaard.respectivamente. Em terceiro o Porsche #75 da equipe Prospeed Competition de François Perrodo, Emmanuel Collard e Matthieu Vaxivere.

Resultado final da prova.

Published
4 anos ago
Comments
Comentários
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.