Toyota e Aston Martin com hypercars no WEC

(Foto: Divulgação AMR)

Aston Martin e Toyota são os primeiros fabricantes a confirmar o desenvolvimento de hypercars para a temporada 2020/21 do Mundial de Endurance. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira, 14, em Le Mans, na França.

O fabricante inglês irá alinhar o modelo Valkyrie, desenhado por Adrian Newey, e que conta com um motor V12 de 6,5 litros, construído em parceria com a Cosworth, capaz de produzir 1160 hp. A Aston deve firmar parceria com a Multimatic, para o desenvolvimento do carro. A R-Motorsport poderá ser uma possível parceira.

Equipes de clientes  estão nos planos da montadora, de acordo com o presidente da marca, David King. “Seria surpreendente se não houvesse clientes”, disse King. “Talvez não no primeiro ano, mas seria surpreendente se não houvesse equipes de alto nível procurando competir com esses carros. Nós dissemos muito claramente que isso começa como um programa de fábrica. Será um programa de fábrica de vários anos com pelo menos dois, carros”.

King enalteceu o esforço da ACO em limitar os limites de força híbrido nos carros, impedindo o uso abaixo de 120 km/h em condições secas e uma velocidade ainda a ser definida entre 140-160 km/h em condições úmidas.

Isso impede que os carros híbridos (tração nas quatro rodas) obtenham uma vantagem tão grande em relação aos projetos de tração nas duas rodas em velocidades mais lentas.

“Essa é a parte que precisava ser colocada em prática para garantir que qualquer um que chegasse com um carro não 4WD não ficasse simplesmente para trás”, disse King.

“Com pista molhada em Le Mans, e as quatro rodas tivessem uma vantagem, você estaria fazendo uma grande aposta se viesse com um carro com tração nas duas rodas”.

“Vários fabricantes têm várias posições diferentes com base em que powertrains querem rodar e a solução é boa. Você tem que dar crédito para os técnicos da FIA e da ACO”.

“Claro que haveria alguns benefícios secundários da execução de um sistema híbrido ou de tração nas quatro rodas em termos de equilíbrio entre o desgaste dos pneus e, por outro lado, a complexidade e a confiabilidade adicionais”, finalizou.

Toyota também terá seu hypercarro

Segundo os passos da Aston Martin a Toyota confirmou sua participação na próxima temporada do WEC, e o desenvolvimento de um novo esportivo.O modelo será baseado no esportivo GR Super Sport, que está sendo desenvolvido na planta da Toyota, na cidade de Colônia, na Alemanha e em Fuji, no Japão.

O TS050 será aposentado no final da temporada 2019/20. O nome do novo carro será revelado nos próximos meses, e os testes de pista começarão em 2020 antes do início da temporada de 2020-21. Não foram divulgados detalhes técnicos do esportivo.

“Tenho o prazer de confirmar que a Toyota Gazoo Racing continuará seu desafio em corridas de endurance além das regulamentações atuais”, comentou o presidente da Gazoo Racing, Shigeki Tomoyama.

“Obrigado à ACO e à FIA pelo seu trabalho árduo na finalização destes regulamentos, que esperamos que traga uma nova era de ouro das corridas de endurance, com vários fabricantes lutando em Le Mans e pelo Campeonato Mundial de Endurance da FIA”.

“Para a Toyota Gazoo Racing, esta nova era de competição é uma oportunidade fantástica para demonstrar nossas credenciais não apenas como uma equipe de corrida contra alguns dos melhores do ramo, mas também como um fabricante de carros esportivos”.

“Tenho certeza de que vou me juntar aos fãs e competidores para dar as boas-vindas às novas regras e ansioso por uma emocionante era de competição no WEC e em Le Mans”.

A Toyota foi um dos seis fabricantes envolvidos em grupos técnicos de trabalho a definir as novas regulamentações, que passaram por várias revisões desde o anúncio inicial em Le Mans no ano passado.

Published
5 meses ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *