Sigma com dois protótipos para Curitiba

(Foto: Willian Inacio)

Uma das expoentes da nova geração de carros nacionais produzidos especialmente para competições, a equipe Sigma P1 chega a Curitiba para a segunda etapa do Império Endurance Brasil, neste fim de semana, focada em repetir o sucesso obtido no circuito em 2019. Na temporada passada, o autódromo na capital paranaense sediou o encerramento do campeonato, com uma prova de seis horas, duas horas a mais do que a duração da corrida deste sábado (5). E a escuderia do carro de mesmo nome foi o melhor protótipo da prova, atrás apenas dos poderosos GTs vindos da Europa e à frente de todos os fortíssimos modelos AJR, mesmo tendo competido por uma categoria inferior.

Para repetir o desempenho, a Sigma P1 vai encarar a rodada curitibana em duas frentes: além do mesmo carro que venceu entre os carros específicos de competição em 2019, com motor Audi V8 turbo, da categoria P2, o time de origem gaúcha terá um novo bólido, desenvolvido para a P1, principal classe entre os protótipos. Um projeto ousado: o motor, de quatro cilindros e com cabeçote das motocicletas Hayabusa, foi construído pela própria Sigma em sua sede, em Araricá (RS), bem como o câmbio do veículo. A estreia do novo e avançado modelo estava prevista para a abertura do campeonato, em Interlagos, no início de agosto, mas foi suspensa em função de atrasos no desenvolvimento do carro, ocasionados pela pandemia da covid-19.

No fim de semana, ao longo das quatro horas de prova, os pilotos Jindra Kraucher e Aldo Piedade Jr. estarão presentes na tripulação dos dois carros. No novo modelo, da categoria P1, eles terão a companhia de Fábio Fogaça, piloto que compete regularmente na Copa Truck. No carro vitorioso na prova de 2019, quem completa o time é o experiente Ney Faustini, ex-Stock Car. “Nós fizemos dois dias de treino no Velopark na semana retrasada. Deu pra fazer evoluir bastante o carro da P1. É um carro que precisa de bastante quilometragem, é uma tecnologia toda nova”, diz Kraucher, confiante na evolução do equipamento e em, desta vez, alinhar a equipe completa no grid de largada. “A gente espera ir com os dois carros e terminar bem”, completa.

Para o engenheiro Pedro Fetter, um dos projetistas do carro ao lado do também engenheiro Evandro Flesch, a prova em Curitiba será mais sólida para a equipe Sigma P1 do que a etapa paulista. “Tínhamos montado o P2 às pressas para a corrida de Interlagos, então tivemos um monte de probleminhas durante a corrida. Acho que teremos uma corrida limpa”, analisa Fetter, ainda cauteloso quanto aos resultados que podem ser colhidos por sua mais nova criação. “O P1 é bastante experimental. Por mais que a gente tenha treinado, ainda é muito cedo para dizer se a gente vai conseguir ter um desempenho legal. Mas tem que dar a cara a tapa”, compara.

As Quatro Horas de Curitiba, segunda etapa da temporada 2020 do Império Endurance Brasil, acontece neste sábado. A largada está marcada para as 11h30 e a prova será transmitida ao vivo, na íntegra, pelo canal Sportv pela televisão e no canal oficial do Império Endurance no YouTube.

Published
3 semanas ago
Tags
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.