Rodrigo Baptista tem fim de semana de altos e baixos na Pirelli World Challenge

Porsche #3 de Rodrigo Baptista em Alton (Bob Chapman / Autosport Image)

Porsche #3 de Rodrigo Baptista em Alton (Bob Chapman / Autosport Image)

Rodrigo Baptista, vivenciou um fim de semana de grande aprendizado na segunda de nove etapas para a sua categoria, a GTS, na Pirelli World Challenge. Em Alton, no estado de Virgínia (EUA), Digo disputou pela equipe Flying Lizard Motorsports as corridas #3 e #4 da competição norte-americana de automobilismo de multimarcas, no Virginia International Raceway.

No sábado (29), Rodrigo Baptista teve um excelente início na etapa. Garantiu a terceira colocação no treino classificatório e completou em quinto lugar na primeira corrida do fim de semana, mesmo enfrentando dificuldades por um problema em seu cockpit. “A classificação foi bem melhor do que na abertura, em Saint Petersburg, na Flórida. Em geral senti que as coisas fluíram de uma forma mais interessante que em relação a minha estreia. Porém, na primeira corrida até conseguiria um terceiro ou quarto lugar, mas tive um problema na ventilação do meu carro, que começou a superaquecer”, relatou Digo.

“Não sei como consegui acabar a corrida, porque estava muito quente. Como o carro é todo lacrado, aquele vento quente vinha para dentro e ficava. Cheguei a ir para o ambulatório, de tão mal que fiquei, com desidratação. Mas, em geral, o carro estava bom”, completou o piloto paulistano.

Porém, no domingo (30), Rodrigo enfrentou outro problema no carro, que o impediu de completar a prova, quando almejava um lugar no pódio da segunda corrida da etapa. “Larguei em sétimo e quando estava em quarto lugar, faltando meia hora de corrida e tirando quatro décimos de segundo do terceiro colocado, tive uma quebra do câmbio”, contou Digo. “Foi um bom fim de semana, porque consegui andar bem e minha equipe está bem entrosada, sempre deixando o carro em alto nível de competitividade”, finalizou.

Calendário – Após as disputas em Saint Petersburg e Virgínia, da Pirelli World Challenge, o próximo desafio de Rodrigo Baptista na competição norte-americana será as etapas de Ontario (CAN) e Connecticut, ambas em maio. Em seguida, Digo disputa as provas de Wisconsin (junho), Ohio (julho), Utah (agosto), e as últimas duas da classe em setembro, em Texas e em Sonoma, cidade-sede da sua equipe, Flying Lizard, na Califórnia.

Pela Porsche Império GT3 Cup, o atleta começou com tudo a etapa de Curitiba (sprint), com a vitória na primeira disputa do ano, e ainda correrá em Interlagos (sprint), em maio, Velo Città – Mogi Guaçu (sprint), em junho, Goiânia (endurance), em julho, Buenos Aires e Termas de Río Hondo, ambas da sprint, em agosto, Curitiba (endurance), em outubro, e Interlagos nas categorias sprint e endurance, em novembro e dezembro, respectivamente.

Published
3 anos ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *