Race Performance vence abertura da Asian LMS em Fuji

Vitória ficou como o Oreca #8 da Race Performance. (Foto: Asian LMS)

Vitória ficou como o Oreca #8 da Race Performance. (Foto: Asian LMS)

A primeira vitória da temporada 2015/2016 da Asian Le Mans Series ficou com o Oreca #8 da equipe Race Performance, na madrugada de sexta para sábado em Fuji.

Nicolas Leutwiler e Shinji Nakano completaram 70 voltas, uma a mais do que o segundo colocado o McLaren #3 da equipe de Mok Weng Sun /Rob Bell /Keita Sawa.

Resultado final da prova.

A disputa pela vitória foi intensa com o segundo LMP2 da prova, da equipe Eurasia Motorsports que acabou no segundo lugar da classe, mas em 10º no geral. O motivo da má posição se deu por problema de bateria e uma punição da sequência.

ClearWater Racing vence na classe GT. (Foto: Asian LMS)

ClearWater Racing vence na classe GT. (Foto: Asian LMS)

Na classe LMP3 o único protótipo que completou a prova foi o Ligier JS P3 #1 da equipe DC Racing dos pilotos David Cheng e Ho-Pin Tung.

Os dois protótipos Adess 03 da equipe Team AAI ficaram pelo caminho. O #88 foi o responsável pelo único safety car da prova e o #89 parou faltando 30 minutos para o término da prova.

O restante do  pódio na classe GT foi completado pela Ferrari #38 da Spirit Of Race e o BMW #92 da Team AAI. O BMW #91 da equipe AAI também ficou pelo caminho.  Na classe GT-AM o único carro inscrito foi o Porsche da equipe KCMG dos pilotos Paul Ip/Christian Ried/James Munro.

DC Racing vence na classe LMP3. (Foto: Asian LMS)

DC Racing vence na classe LMP3. (Foto: Asian LMS)

Correndo sozinho na classe GT-AM o Porsche #51 da KCMG Racing. (Foto: Asian LMS)

Correndo sozinho na classe GT-AM o Porsche #51 da KCMG Racing. (Foto: Asian LMS)

Published
5 anos ago
Tags
,
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *