Possível saída da BMW e Ford do WEC não preocupa Porsche

(Foto: Porsche AG)

Uma eventual saída da Ford e BMW da classe GTE-Pro do Mundial de Endurance, não está sendo encarado com o fim da classe por parte da Porsche. Os boatos de que as duas marcas estariam avaliando participar da classe DPi na IMSA, deixaram fãs intrigados e com medo de um esvaziamento da classe.

Ferrari, Porsche e Aston Martin e Corvette apenas nas 24 Horas de Le Mans, sempre mantiveram a classe viva. Com a chegada da Ford em 2016 e da BMW ano passado, o grid passou a uma média de 10 carros por corrida.

Para os próximos anos a única fabricante que anunciou investimentos foi a Brabham. Mesmo com a expectativa de menos carros no futuro, o diretor do programa GT da Porsche, Pascal Zurlinden, não acredita que será o fim de tudo. “No momento, acho que estamos no auge do GTE no WEC, com o número de fabricantes”, disse Zurlinden ao Sportscar365.

“Mas, no passado, éramos um ou dois fabricantes a menos e a categoria GTE ainda era saudável. Portanto, não vemos nenhuma tendência que possa prejudicar o WEC”.

A Ford não confirmou seu programa para a temporada 2019/2020, e olha com carinho para a classe DPi, o sentimento é compartilhado pela BMW.

Zurlinden confirma que não tem planos de deixar a classe: “É um campeonato mundial e o campeonato mundial é sempre atraente para os fabricantes”, enfatizou.

Published
2 semanas ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *