Porsche vence as 6 horas de Fuji

Porsche sofreu nas primeiras horas de prova. (Foto: Porsche AG)

Porsche sofreu nas primeiras horas de prova. (Foto: Porsche AG)

O mal tempo bem que tentou, mas não conseguiu estragar a festa da Porsche durante as 6 horas de Fuji, na madrugada desde domingo (11) no Japão.

A vitória do #17 pilotado por Timo Bernhard, Mark Webber e Brendon Harley com o segundo carro da equipe #18 de Romain Dumas, Neel Jani e Marc Lieb, após uma ordem da equipe para a troca de posição, marcou a quarta vitória consecutiva da marca na temporada.

Resultado final da prova. 

Como é de costume a chuva castigou a região do circuito, obrigando a prova, a ser iniciada com o carro de segurança, que ficou a frente do pelotão por quase 1 hora, até que os comissários consideraram segura as condições da pista liberando o grupo.

A Porsche que conquistou as duas primeiras posições no treino classificatório, viu a vantagem ir por terra quando Mark Webber mal conseguiu fazer a primeira curva quase batendo o LMP. O #18 também perdeu rendimento e viu Audi e Toyota liderando a prova.

O rendimento do Audi #7 pilotado por Marcel Fassler, André Lotterer e Benoit Treluyer deixou a equipe irmã assustada, já que o rendimento na chuva era superior. Com a chuva passando a superioridade da Porsche prevaleceu e pouco a pouco os rivais foram superados.

Com a pista secando, Romai Dumas com o #17 superou Fassler e na terceira hora liderava a prova. A vantagem foi maior por conta de um parada durante uma bandeira amarela, o que abriu uma enorme vantagem para o Audi #7.

A Audi também sofreu com uma escolha errada de pneus e ainda sofreu uma punição por ultrapassar em bandeira amarela.  Por conta disso o #7 ficou na terceira posição a uma volta do Porsche vencedor.

Por conta de um jogo de equipe, Neel Jani teve que abrir mão da vitória para ajudar o #18 na luta pelo campeonato de pilotos. Assim a diferença entre o Porsche #18 e o Audi #7 ficou em 1 ponto (129 a 128).

Para Mark Webber pilotar na chuva foi mais difícil do que parecia. “Meu primeiro stint foi bastante complicado, com muito pouca aderência. Após o início eu quase perdi o carro. Pouco tempo depois, um problema híbrido ocorreu, por isso, tivemos muita conversa no rádio com a equipe. Fiquei muito feliz com a segunda metade do meu turno duplo. Eu tive uma boa batalha com oAudi  #7.”

Loic Duval, Lucas Di Grassi e Oliver Jarvis com o Audi #8 terminaram na quarta posição. A equipe Toyota teve uma corrida para esquecer. O #2 acabou batendo em um carro da classe GT o que lhe custou 10 voltas, já que teve que parar no boxes para reparos no radiador, isto na terceira hora, terminando na sexta posição na classe. O #1 acabou sofrendo várias punições e terminou na quinta posição.

Em Fuji, nós estávamos claramente mais poderoso do que antes, embora, infelizmente, os resultados não refletem isso”, disse o chefe da Audi Motorsport Dr. Wolfgang Ullrich. “Na qualificação, reduzimos nossa diferença, em cerca de um segundo e na corrida Loïc Duval conseguiu a volta mais rápida. Infelizmente, não tivemos sorte com nossas escolhas de pneus hoje. ” Lamentou o dirigente.

Entre as equipes da classe LMP1 privadas a Rebellion Racing marcou a segunda vitória na temporada com o #12 de Nicolas Prost, Mathias Beche .

Vitória polêmica na LMP2

G-Drive vence na classe LMP2 e disputa está aberta pelo campeonato. (Foto: Divulgação G-Drive Racing)

G-Drive vence na classe LMP2 e disputa está aberta pelo campeonato. (Foto: Divulgação G-Drive Racing)

A disputa na classe LMP2, foi mais ferrenha do que na LMP1 com um toque entre o Oreca 05 da equipe KCMG dos pilotos Matt Howson, Richard Brandley e Nick Tandy e o Ligier JS P2 #28 da G-Drive Racing de Gustavo Yacaman, Pipo Derani e Ricardo Gonzalez, na disputa pela segunda posição.

Faltando 6 minutos para o fim da prova, o Ligier pilotado por Yacaman acabou acertando o Oreca de Richad Brandley, isto valendo a terceira posição na classe. A decisão final ou uma possível punição deve ser tomada nos próximos dias.

Resta a KCMG que chegou ao Japão liderando a prova recuperar o tempo perdido na etapas restantes do mundial. Ao todo a disputa com o carros da G-Drive Racing resultou em seis toques e incidentes durante  prova.

Briga intensa nas classes GT

Ferrari volta a vencer na GTE-PRO. (Foto: FIAWEC)

Ferrari volta a vencer na GTE-PRO. (Foto: FIAWEC)

A prova de Fuji ficará para sempre na memoria de Patrick Dempsey, que conquistou sua primeira vitória no automobilismo desde que decidiu ser piloto. Já na classe GTE-PRO o primeiro lugar ficou com Toni Vilander e Gianmari Bruni a bordo da Ferrari #51 da AF Corse.

Dempsey que fez o último turno do Porsche #77 celebrou a vitória em cima do Aston Martin #98 de Paul Dalla Lana com uma diferença de pouco mais de 17 segundos. em nenhum momento Dempsey que dividiu o Porsche com Patrick Long e Marco Seefrid tiveram incidentes e chegaram a liderança na terceira hora da prova. A vitória se deve pela escolha correta dos pneus. Enquanto várias equipes optaram por pneus de pista seca, o #77 ficou com os intermediários. O Aston #98 ainda sofreu um punição e mesmo assim chegou em segundo lugar. Fechando o pódio a Ferrri #83 da AF Corse, completa o pódio na classe.

Dempsey conquista primeira vitória. (Foto: FIAWEC)

Dempsey conquista primeira vitória. (Foto: FIAWEC)

Já na PRO, Bruni e Vilander voltam a vencer depois de 4 corridas de abstinência. A vitória se deu pela correta escolha de pneus na terceira hora de intermediários para sliks, o que provou ser o correto.

Bruni cruzou a linha a frente do Porsche #92 de Fréderic Makowiecki e Patrick Pilet, foram seguidos pela Ferrari #71 de James Calado e Davide Rigon. Os líderes do campeonato, Richard Lietz e Michael Christensen terminam a vitória na quarta posição.  

Campeonato de marcas e pilotos após 6 etapas:

1. Bernhard/Hartley/Webber (D/NZ/AUS), Porsche 129
2. Lotterer/Tréluyer/Fässler (D/F/CH), Audi, 128
3. Dumas/Jani/Lieb (F/CH/D), Porsche, 95,5
4. Di Grassi/Duval/Jarvis (BRA/F/GB), Audi, 79
5. Tandy (GB), Porsche & Oreca, 66
6. Davidson/Buemi (GB/CH), Toyota, 59
7. Bamber/Hülkenberg (NZ/D), Porsche, 58
8. Nakajima (J), Toyota, 55

Construtores:
1.Porsche, 264
2.Audi, 211
3.Toyota, 119

Campeonato GT após 6 etapas.

Construtores:

1. Ferrari, 228 points
2. Porsche, 215
3. Aston Martin, 147

Pilotos:

1. Richard Lietz, Porsche, 110 points
2. Davide Rigon, James Calado, Ferrari, 103
3. Gianmaria Bruni, Toni Vilander, Ferrari, 93.5
4. Michael Christensen, Porsche, 92
5. Frédéric Makowiecki, Porsche, 78
10. Patrick Pilet, Porsche, 60

Equipes:

1. Porsche Team Manthey, #91 Porsche, 119 points
2. AF Corse, #71 Ferrari, 117
3. AF Corse, #51 Ferrari, 111

Published
3 anos ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *