Porsche e o festival de velocidade de Goodwood

S15_0524

Entre os dias 25 e 28 de Junho ocorre na Inglaterra um dos festivais de carros históricos mais importantes do mundo, o festival de velocidade de Goodwood. Para comemorar a 17º vitoria em Le Mans a Porsche vai levar para o evento vários carros que fizeram história em Le Mans.

1970

M15_2177

Com suas dezenas de vitórias em classes em Le Mans, a Porsche apresentou o modelo 917 que até hoje é considerado o “mostro”. Ao todo foram 7 modelos que competiram em 1970 contra 11 Ferrari 512s, equipadas com motores de F1 de três litros.  Esta corrida vai entrar para a história do automobilismo como o “Battle of the Titans”. Depois de 24 horas dramáticas marcados em parte por tempo extremamente ruin, Hans Herrmann e Richard Attwood do Reino Unido vencem a corrida com o 917 da equipe Porsche SK Salzburg. O carro é movido por um 4,5-litros de 12 cilindros do motor  em V montados a 180º, produzindo cerca de 580 hp.

1971

M15_2178

Um total de 33 dos 49 carros que competiram em Le Mans em 1971 foram construídos pela Porsche – um recorde que permanece até hoje. A corrida é vencida por Helmut Marko e Gijs van Lennep com um Porsche 917 com as cores lendárias da Martini Racing. Com uma estrutura de magnésios Herbert Müller e Richard Attwood terminou em segundo com o 919 com as cores da Gulf Racing. Marko van Lennep e completaram 397 voltas (5,335.13 km) a uma velocidade média de 222,304 km/h, estabelecendo um recorde que durou há 39 anos. Antes da corrida, Jackie Oliver conduz uma volta de teste a uma velocidade média de 250,475 kmh, atingindo uma velocidade máxima de 386 km/h no final da longa reta. Feito que seria conquistado somente 15 anos depois.

1976

M15_2181

Jacky Ickx e Gijs van Lennep venceram com um Porsche 936, marcando duas estreias. A primeira vitória de um motor “flat” em Le Mans equipado com compressor. O motor em questão é o motor 2,1-litro com uma potência de 550 hp.

1977

M15_2182

A Renault traz quatro modelos A442 Turbo para a prova e se duelam com os Porsche 936 Spyder. Depois de “seu” carro quebrar, Jacky Ickx volta a competir com outro 936, que caiu para a42º posição após ter problemas com sua bomba de injeção. O carro está agora nove voltas atrás dos modelos Renault Turbo, que estão liderando a corrida. Ickx permanece no cockpit para sete horas e meia. Após 23 horas, o 936 está em primeiro lugar com uma vantagem de 250 km. No entanto, com pouco mais de uma hora para o final da corrida, o motor turbo de seis cilindros do  936 sofre danos em m dos pistões. Após reparos demorados, Jürgen Barth leve o 936 para um quarto lugar no geral.

1979

M15_2180

A primeira e ainda única vitória no geral conquistada com um carro equipado com motor traseiro. Klaus Ludwig e Don e Bill Whittington em um 935 K3 da Kremer Racing Team . Isto também marca a primeira vitória geral de uma equipe cliente Porsche em Le Mans. Os 936 carros da equipe oficial não tiveram uma boa prova, no entanto : Bob Wollek e Hurley Haywood, que foram os mais rápidos na qualificação, abandonaram após problemas no motor. O outro carro oficial da equipe também abandonou com problemas de injeção durante a noite.

1981

M15_2183

O 936 que levou à vitória em 1977 e 1978, foi mas é vitorioso em 1981. As regras agora permitem a instalação de um motor bi turbo de 2,65 litros retirado de um carro da Fórmula  Indy que não correu. O motor de seis cilindros tem uma potência de aproximadamente 620 hp A prova que contou com modelos  Lancia , Ferrari, Peugeot , Rondeau teve como vencedores Jacky Ickx e Derek Bell, que foram os mais rápidos na qualificação, dominaram a corrida desde o início e superou um Rondeau faltando 14 vitórias para o final da prova.

1982

M15_2184

Em 27 de Março de 1982 um carro de corrida revolucionário se dirige para suas primeiras voltas de teste em Weissach. O Porsche 956, que foi construído em conformidade com os regulamentos técnicos para a nova categoria a lendária Grupo C, é o primeiro carro de corridas com um chassi monocoque de alumínio construído pela marca . Além disso, foi consistentemente concebido para ter o máximo de efeito solo. O carro é alimentado por um motor 2,65 litros bi-turbo, que gera cerca de 620 hp . Em 20 de junho, Porsche celebra uma espetacular 1-2-3 em Le Mans: Jacky Ickx e Derek de Bell terminar em primeiro lugar, fazendo a pole. Em segundo Jochen Mass e Vern Schuppan , e Hurley Haywood , Al Holbert e Jürgen Barth . O novo modelo supera em termos de economia de combustível seu antecessor.

1983

M15_2185

Porsche forneceu seu 956 para equipes de clientes. O carro novamente dominou Le Mans, como nove 956 entre os dez primeiros Após uma dura batalha marcada por 25 mudanças na liderança em 24 horas, Al Holbert , Hurley Haywood e Vern Schuppan ficam em primeiro depois de chegar a apenas 64 segundos de vantagem para a dupla de fábrica Jacky Ickx e Derek Bell (mais rápido na fase de qualificação).

1994

Novo domínio da Porsche com a vitória de. Klaus Ludwig e Henri Pescarolo com o 956 da Joest Racing, terminando à frente de outros seis 956, todos por equipes de clientes.

1985

M15_2186

Equipas de fábrica da Porsche, Aston Martin, Jaguar, Lancia e Peugeot estavam em campo em 1995. A Porsche usa o 962 C, o modelo sucessor do 956. De acordo com as regras da IMSA nos EUA ,  novo carro é mais longo 12 cm. O carro consegue um novo recorde de velocidade durante a classificação para Sarthe, usando um motor turbo de três litros refrigerado a água com de cerca de 700 hp . Seu tempo de 3:14.80 com uma velocidade média de 251,815 km/h, que quebra o recorde estabelecido por Jackie Oliver em 1971. No entanto, é o 956 da Equipe Joest Racing que rouba a cena na corrida, com Klaus Ludwig , Paolo Barilla e Louis Krages.

1986

M15_2187

É mais um ano espetacular para a Porsche em Le Mans: Derek Bell, Hans-Joachim Stuck e Al Holbert competindo pela fábrica conseguem a 11ª vitória no geral para a marca, terminando à frente de um 962C da Brun Motorsport e um 956 de Joest Racing. Nove carros Porsche estão mais uma vez entre os dez primeiros, incluindo o primeiro carro com tração nas 4 rodas o Porsche 961 , que é uma versão de corrida do 959.

1987

M15_2188

Durante o World Sportscar Championship de 1987, tem um rival a altura o Jaguar XJR-8 LM . No entanto, Le Mans sempre foi uma história diferente. Muitos carros, incluindo um dos Porsche 962 C da tiveram que deixar a prova pela qualidade da gasolina. A eletrônica no carro dirigido por Derek Bell, Hans-Joachim Stuck e Al Holbert são alteradas durante a noite, dando ao trio a vitória.

1994

M15_2189 (1)

Os novos regulamentos que permitiram que modelos GT1 e GT2 competissem na prova a marca lança uma versão modificada do 962 C e que foi homologado como um GT1. Para isso era necessário o modelo ter versões de rua e assim nasce o Dauer 962, atinge o peso mínimo requerido de 1.000 kg , e usa pneus mais estreitos ( 14 em vez de 16 polegadas). Em vez de alcançar uma vitória na categoria GT , o carro dirigido por Yannick Dalmas , Mauro Baldi e Hurley Haywood conquista a 13º vitória para a marca.

1996

Com várias vitórias em classes a Joest Racing lança  Porsche WSC. Com modificações otimizadas pela fábrica da Porsche. O carro tem um monocoque de fibra de carbono e é equipado com o motor turbo de três litros do 962. É assim conquista a 14º vitória no geral para a Porsche Manuel Reuter, Alexander Wurz e Davy Jones.

1997

M15_2190

Com a ajuda da equipe de fábrica da Porsche, Reinhold Joest e sua equipe  um dos bem sucedidos Porsche TWR 95 para uso na temporada de 1997. Enquanto isso , os engenheiros em Weissach refinaram ainda mais o 911 GT1, que quase ganhou as 24 Horas de Le Mans no ano anterior. Os dois carros GT1 acabam abandonando. Assim o WSC 95 de Joest Racing, obteve mais uma vitória com Michele Alboreto, Stefan Johansson e Tom Kristensen ao volante.

1998

M15_2176

A fim de se manter competitiva na competição, a Porsche constrói um novo carro de corrida a partir do zero para a temporada de 1998. O 911 GT1  é equipado com o primeiro chassis de fibra de carbono desenvolvido pela Porsche . Seu motor de 3.2 litros bi- turbo montado na frente do eixo traseiro. A corrida se transforma em um duelo entre Porsche e Toyota. Depois de paradas não programadas para reparos deixaram os dois 911 para trás. a Toyota também começa a ter problemas no final da corrida. A Porsche vence o duelo 90 minutos antes da corrida terminar. A marca celebra a sua 16º vitória no geral com dobradinha com Allan McNish, Laurent Aiello e Stéphane Ortelli chegando à frente de Jörg Müller, Uwe Alzen e Bob Wollek.

2015

M15_1987 (1)

Os regulamentos de eficiência revolucionárias do FIAWEC, fazem a Porsche voltar as competições oficialmente em 2014. As novas regras, mais uma vez fornecem uma grande quantidade de margem de manobra para desenvolvimentos técnico que irão também desempenham um papel nos futuros carros esportivos da marca. Assim nasce o 919 Hibryd, alimentado por um motor de dois litros a gasolina de quatro cilindros e dois sistemas de recuperação de energia de frenagem um nos freios e outro no sistema de escapamento o que gera potência total de aproximadamente 1.000 hp. Depois de um ano de aprendizagem, o carro foi ainda mais aperfeiçoado pela equipe em Weissach, que agora tem 230 funcionários.

E depois de 45 anos da primeira vitória global da marca, Earl Bamber, Nico Hulkenberg e Nick Tandy terminar em primeiro lugar à frente de Timo Bernhard, Brendon Hartley e Mark Webber, conquistando a 17º vitória no geral.

Published
4 anos ago
Categories
24 Horas Le Mans
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *