OAK Racing e seus planos para o TUSC e WEC

2014_TUDORChampionship_RoadAtlanta_Race_20
Principal equipe com modelos LMP2 do TUSC em 2014, a OAK Racing enfrenta um dilema para 2015. Ou se dedica a sua equipe oficial ou passa a dar suporte às equipes de clientes do novo Ligier JS P2.
Em entrevista ao site Sportscar365 o diretor da equipe Philippe Dumas, admite que não sabe se a equipe se dedicar a uma temporada completa ou somente as corridas longas. “Gostaríamos de voltar no próximo ano, mas não podemos fazer tudo”, disse. “A coisa mais importante no momento é Onroak e desenvolver o lado do cliente com a venda de carros, especialmente com o que fizemos este ano no TUSC e WEC com a Ligier. É a prioridade, para ser honesto, e desenvolver este lado e para dar aos clientes o suporte perfeito.”
 
A Onroak Automotive vem conquistando vários clientes nos últimos tempos com a aquisição por parte das equipes Krohn Racing, Michael Shang Racing e Graff Racing. A expectativa é que pelo menos mais dois clientes estejam com os carros da montadora, restando apenas pequenos detalhes para o fechamento das vendas.
“Nós desenvolvemos um grande carro e para o TUSC, WEC e Le Mans”,disse ele. “Estamos um pouco a frente dos outros fabricantes no momento com a nosso P2, por isso precisamos otimizá-lo. É um bom momento para vender carros para os próximos dois anos , então nós realmente precisamos estar focados nele e dar o melhor suporte possível. “
 
Para o WEC a G-Drive deve alinhar para 2015 dois carros na classe LMP2, em parceria com a OAK Racing. “Vai ser muito difícil estarmos em todo o mundo como este ano no WEC, TUDOR e Asian LMS”, disse Dumas. “Estamos trabalhando com o G -Drive para continuar no WEC, e se continuarmos no WEC, seria muito difícil fazer os dois campeonatos .”
 
O que está pegando para a equipe é conseguir o orçamento necessário para uma temporada completa no TUSC que tem quase o mesmo custo do WEC, o que acaba pensando já que no TUSC tem a velha tramoia de privilegiar os modelos DP. “É uma questão de dinheiro”, disse ele. “Não é fácil encontrar o dinheiro para fazer o campeonato completo no TUSC. Se encontrarmos um bom parceiro. Mesmo para Daytona e Sebring, é muito difícil.”
 
Por via das dúvidas a equipe botou a venda o Ligier que disputou as últimas etapas do TUSC, além de procurar um parceiro que queira comprar o carro e usar a OAK Racing como equipe de suporte.
Published
4 anos ago
Comments
Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.