O que esperar do Endurance em 2015?

2014-6-Heures-de-Bahrein-Adrenal-Media-rw7-2861_hd_thumb-25255B1-25255D

O Mundial de Endurance e os campeonatos “regionais” organizados pela ACO (ELMS e Asian ALMS) em parceria com a IMSA (no caso o TUSC nos EUA), e é claro as 24 horas de Le Mans não tem do que reclamar. O interesse de fabricantes e pilotos de ponta que não veem mais provas de longa duração como o fim de carreira está movimentando o cenário da modalidade para 2015. Abaixo um panorama do que vamos assistir ano que vem.

Classe LMP1.

2014-6-Heures-de-Sao-Paulo-2014-Adrenal-Media-rw7-2223_hd_thumb-25255B1-25255D

Audi – Tradicional participante das provas de longa duração e um dos maiores vencedores da história de Le Mans, o time alemão é sempre figurinha carimbada em boatos que o levam para a F1. Para 2015 o bom senso da direção do grupo VW dona da Audi prevaleceu e o time das 4 argolas alinha dois carros no WEC e um terceiro em Le Mans.

O ano de 2014 foi desastroso para a Audi que jogou todas as suas fichas no seu principal triunfo, a durabilidade. Para tal optou pelo sistema híbrido que gera apenas 2MJ ao contrário dos seus rivais diretos, Toyota com 8MJ e Porsche com 6MJ. Outro fator foi a equivalência de motores diesel e a gasolina. Mesmo superada pela Toyota no WEC, venceu a principal prova do ano Le Mans. Para 2015 o R18 E-Tron passará por um upgrade. Em termos de pilotos a ausência de Tom Kristensen com um dos pontos de referência da equipe. Olivier Jarvis ocupa seu lugar ao lado de Loic Duval e Lucas de Grassi. Outra contratação é de Rene Rast para o terceiro carro em Sarthe.

Nissan – Voltando ao Endurance de forma oficial depois de vários anos como fornecedora de motores a Nissan alinha dois carros para o WEC e três para Le Mans. O projeto muito bem escondido nos EUA, até o momento teve poucos detalhes divulgados mas segundo a própria marca deve revolucionar a classe LMP1. O carro batizado de Nissan GTR LM deve ser apresentado em Fevereiro. Em termos de pilotos nada foi divulgado a não ser um acordo com Stephane Sarrazin.

Porsche – Irmã da Audi e construtor lendário em Le Mans, a Porsche vai alinhar dois carros no WEC e três em Sarthe. Em seu primeiro ano de volta ao Endurance na principal classe foi de oito a oitenta. As primeiras provas do WEC foram aquém do esperado, chegou a liderar em Le Mans, mas foi traída pela confiabilidade e venceu a última prova em Interlagos, por méritos próprios já que conseguiu superar a Toyota em velocidade.

2014-6-Heures-de-Sao-Paulo-2014-Adrenal-Media-rw7-8928_hd_thumb-25255B1-25255D

Para 2015 o 919 Hybrid passará por um upgrade que deve mudar diversas partes do carro, mudança já planejada antes do atual modelo estar nas pistas. O sistema híbrido passará por mudanças e vai ter sua potência aumentada para 8MJ. Em termos de pilotos poucas mudanças nos carros titulares. Michael Christensen, Fred Makowiecki e Nick Tandy que fazem parte do programa GT podem “subir” e ocupar o terceiro 919.

Toyota – Com dois carros no WEC e Le Mans, os campeões de 2014 provaram ter o conjunto mais equilibrado e potente. Se falou de uma debandada para o WRC, mas o compromisso do fabricante com o Endurance é de vários anos. O carro deve passar por pequenas alterações, já que não teve problemas com quebras significativas este ano.

2014-6-Heures-de-Sao-Paulo-2014-Adrenal-Media-rw7-1782_hd_thumb-25255B1-25255D

Os pilotos permanecem inalterados. Nicolas Lapierre deve focar no desenvolvimento do carro, enquanto Mike Conway deve competir o ano todo.

Rebellion Racing – Principal construtor privado na LMP1 a Rebellion alinha dois R-One tanto no WEC quanto em Sarthe. Um dos principais pontos de interrogação é a motorização, já que o atual V8 fornecido pela Toyota já mostra sinais de cansaço e deve ser substituído por outro mais modero, o que pode ser de outro fabricante. Mesmo com os carros da classe LMP1 privados rodando com o peso mínimo suas chances contra os modelos de fábrica serão pequenas.

2014-6-Heures-de-Sao-Paulo-2014-Adrenal-Media-rw7-4112_hd_thumb-25255B1-25255D

Lotus – Equipe que demorou para estrear seu carro LMP1, a Lotus vai continuar seu desenvolvimento em 2015. Equipado com um motor AER, não foi páreo para seu rival direto, a Rebellion Racing e nem para os modelos LMP2. Desde o fim do WEC nada foi divulgado.

2014-6-Heures-de-Sao-Paulo-2014-Adrenal-Media-rw7-7691_hd_thumb-25255B1-25255D

Classe LMP2.

BR Engineering – Estreante em termos de LMP a BR Engineering tem como líder Paolo Catone, engenheiro que desenvolveu o Peugeot 908 HDI LMP1. O carro será oficialmente apresentado durante os testes oficiais do WEC e Março em Paul Ricard, e sua estreia será em Abril na primeira etapa do WEC em Silverstone. A equipe SMP Racing, campeã deste ano do WEC na classe LMP2 adquiriu dos carros equipados com motores Nissan.

Nada além disso foi divulgado, não se sabe qual fornecedor de pneus foi escolhido nem se os mesmos pilotos que competiram este ano voltarão em 2015. É certo que Nic Minassian será um dos pilotos e ponto de referência da equipe.

Dome – Foi a grande decepção do ano, já que teve seu lançamento adiado várias vezes por conta de erros de projeto. Primeiro foi a parte traseira do carro que apresentou problemas, depois o encosto de cabeça do piloto teve que ser redesenhado. Para 2015 é esperado um carro por meio da Strakka Racing que tem um acordo com a Dome para a venda do modelo S103. O motor escolhido será um V8 Nissan.

Strakka-Silverstone-November-Shakedown_thumb-25255B1-25255D

Zytek – Com seu Z11SN venceu Le Mans e superou projetos mais avançados como o Ligier JS P2. Mesmo assim 2015 o competente modelo volta à ativa com poucas modificações e rebatizado de 015S. Um novo carro apena em 2017.

Zytek-Coupe-1_thumb-25255B2-25255D

Tanto Greaves Motorsport quanto Jota Sport confirmaram a participação com seus modelos Zytek equipados com motores Nissan.

HPD – O novo ARX -4b estreou pelas mãos da ESM no final de Dezembro em Sebring, dois carros são esperados para o WEC, Le Mans e algumas provas do TUSC. Até o momento apenas a ESM confirmou a compra dos carros, mas segundo a Honda 6 unidades devem ganhar as pistas em 2015.

ARX-04b-test_thumb-25255B1-25255D

Ligier – Construído pela Onroak Automotive o modelo fez bonito em sua estreia chegando a liderar Le Mans. Também competiu nos EUA pela OAK Racing e chegou a assustar os modelos DP. Com um regulamento justo com certeza teria vencido a provas que chegou a disputar.

2014-6-Heures-de-Sao-Paulo-2014-Adrenal-Media-rw7-5458_hd_thumb-25255B1-25255D

Para 2015 a Krohn Racing confirmou a compra de um modelo, bem como a Graff Racing também acertou a compra do modelo. Estas duas equipes irão competir o WEC. A equipe americana Michael Shank Racing também adquiriu um para disputar o TUSC.

A G-Drive deve retornar com seu modelo para o WEC ou ELMS. O carro mesmo bem nascido enfrentou problemas em 2014. A TDS Racing vendeu seu Ligier que foi comprado pela Algarge Pro Racing. O carro apresentou problemas em seus sistemas de frenagem e suspensão o que custou o título tanto da G-Drive no WEC e TDS Racing no ELMS.

Mazda – Os dois Lola LMP2 Diesel voltam a competir no TUSC de forma integral, mesmo depois de um 2014 extremamente lento e cheio de problemas. Por enquanto o motor diesel não é aceito na LMP2, por isso não veremos a equipe em Le Mans ano que vem, pelo menos por enquanto.

speedsource-mazda-skyactiv-diesel-lmp2-profile_thumb-25255B1-25255D

Morgan – Também produzido pela Onroak Automotive está longe de ser um projeto ultrapassado. Foi o único LMP que fez frente aos modelos DP no TUSC. As equipes irão receber um kit com melhorias aerodinâmicas para deixar o modelo atualizado para 2015.

Alex-Brundle-fuji_thumb-25255B2-25255D

Devemos ter pelo menos um carro no ELMS e WEC, pelas mãos da Morand Racing. A motorização deve ser Judd V8 ou Toyota.

Oreca – Dois modelos devem estar nas pistas em 2015. O competente 03R e o novo 05 que vai usar partes do 03R o que vai reduzir custos e baratear o projeto. O carro deve ter a aparência do Rebellion R-One já que também foi construído pela Oreca. A KCMG é uma das equipes que já revelou o interesse no novo modelo.

ORECA-05_thumb-25255B1-25255D

Pilbeam – O novo Pilbeam MP100 “estreou” no último mês na África do Sul e deve fazer um programa na ELMS. O carro que foi incialmente previsto para 2013 vai na contra mão da maioria das equipes que apostam em modelos fechados. Deve ter uma vida mais fácil nas provas de Endurance na África do que na forte concorrência Europeia.

Pilbeam-MP100_thumb-25255B1-25255D

Praga – Organização de propriedade da família Charouz, adquiriu os dois Lotus T128 LMP2. Se os recursos foram suficientes devem competir no ELMS e quem sabe Le Mans.

Tiga – O Tiga LMP2 que até agora não saiu do papel foi reformulado e agora será equipado com um motor Judd V8. O responsável pelo projeto Mike Newton revelou que planeja desenvolver uma versão fechada. Não se falou em datas ou prazos.

TigaLM214_thumb-25255B2-25255D

Wolf – Construtor de modelos CN a Wolf que desenvolver uma versão LMP2 que deve estar presente no ELMS.

Daytona Prototype.

Corvette DP – Recebeu um novo body kit que o fez parecer com o modelo C7.R. Todas as equipes irão receber tal atualização. Assim veremos o carro com as cores da Action Express Racing, Wayne Taylor Racing e Spirit of Daytona.

B5Z4-Q1IEAAS7Zq_thumb-25255B1-25255D

Riley – Poucas mudanças no carro da equipe Ganassi equipado com motores Ford Eco Boost. Um segundo carro será visto nas provas longas do TUSC. No carro #1 teremos novamente Scott Prued, Joey Hand, Charlie Kimball e Sage Karam. Já Scott Dixon, tony Kanaan, Kyle Larson e Jamie McMurray estarão ao volante do #2.

09232014_TUDORChampionship_COTA_Bestof_20_thumb-25255B1-25255D

Além da Ganassi a RG Racing irá alinhar o Riley que pertenceu a Michale Shank Racing equipado com um motor BMW. A Starworks Motorsports também vai alinhar um modelo com motor BMW. A equipe 50 Plus Racing deve alinhar apenas em Daytona com modelo com motorização BMW.

LMP3

Ginetta Juno – Até o momento estão confirmados oito modelos para disputar a ELMS. A equipe LNT deve alinhar dois carros para Lawrence Tomlinson e Mike Simpson e outro para Sir Chris Hoy e Charli Robertson. A Greaves Motorsport também planeja competir na classe.

Ginetta-Nissan-of-Hoy-and-Robertson_thumb-25255B1-25255D

Outros times como a RLR em parceria com a universidade de Bolton também confirmaram sua volta com um carro confiado a Rob Garogall. A RollCentre Racing também volta a uma corrida organizada pela ACO desde 2008 com Martin Short. A Lana Racing que compete com protótipos CN também estreia em uma prova da ACO. A SVK Racing, equipe da Eslováquia também compete com dois carros.

LAS Motorsport – Um consorcio formado pela Adess AG, Sora Compsites e Sebastien Loeb Racing irão construir, desenvolver e vender o carro para futuras equipes. A Sebastien Loeb Racing cancelou seu programa LMP2 para focar recursos e tempo no programa LMP3. Nenhum cliente foi anunciado até o momento.

LAS-Motorsport-2_thumb-25255B1-25255D

GT3

McLaren – Estreou nas 12 horas de Ias Marina o 650S GT3. O carro não competiu com o BoP como os demais carros, além de estar 15 quilos mais pesados que os demais. O carro não fez feio e a McLaren está construindo 4 carros por mês. Várias equipes que tem o MP4/12C já fizeram pedidos para atualizar seus modelos.

Gulf12Hours_Race-59_thumb-25255B1-25255D

Lexus – O novo RCF GT3 teve um lançamento estranho. O modelo passou pelo ajuste de desempenho da FIA, o que acabou lhe custando mais ajustes para deixar tudo nos conformes. Inicialmente vai competir no Japão.

RC_F_GT3_06_MS_GENEVA_20141-2_thumb-25255B1-25255D

Audi – O veterano R8 com mais de 100 vitórias em provas GT3 terá um sucesso em 2015 que já foi flagrado em testes em vários circuitos europeus. Inicialmente o modelo será visto nas 24 horas de SPA e Nurburgring.

Porsche – A nova versão do 911 GT3R deve ganhar as pistas em 2015. A fábrica espera que a nova versão seja mais competitiva, já que tem sido apenas figurante nos últimos tempos. O modelo também deve ser visto em provas como as 24 horas de SPA e Nurburgring.

Jaguar – Não se sabe se uma versão GT3 do F-Type será desenvolvida. Algo deve ser feito apenas para 2016

Corvette – Previsto para estar vivo em 2015 o projeto acabou atrasado depois de impasses entre a GM e a Callaway competition que irá fabricar o modelo. Deve estrar primeiramente na Europa e Ásia.

Corvette-C7-GT3_thumb-25255B1-25255D

Cadillac – Irmão do Corvette a GM vem relutando em vender nos EUA a versão GT3 do Corvette por conta do Cadillac. Equipado com um motor bi turbo 3.6 litros o carro será visto no Pirelli World Challenge e provavelmente nas 24 horas de Nurburgring. Sempre como equipe oficial.

Cadillac-ATS-V-1_thumb-25255B2-25255D

Lamborghini – O Huracan já em testes teve sua estreia adiada para 2015, já que o construtor não se agradou dos ajustes de desempenho entre os carros GT3. Deve aparecer na Europa através da Blancpain Endurance Series e nos EUA na classe GTD do TUSC.

Lamborghini-Huracan-LP-620-2-Super-Trofeo-3-4-Front_thumb-25255B1-25255D

Além do Huracan uma última versão do Gallardo deve ser construída pela Raiter Engeneering com um motor V10.

Nissan – Uma versão mais leve, mais potência e com novas soluções aerodinâmicas do NISMO GT-R GT3 também é esperada. O carro deve ser visto tanto no Blancpain Sprint Series, quanto no Pirelli Word Challenge.

Dodge – Se a versão GTE teve uma vida curta a versão GT3 tem vendas garantidas tanto na Europa quanto nos EUA. Em series como a TUSC E BlancPain.

Viper-launch_thumb-25255B1-25255D

Bentley – Vencendo corridas em seu primeiro ano de vida o Continental GT3 tem vários pedidos de clientes dos EUA, Europa e Ásia.

m-sport-bentley_thumb-25255B2-25255D

GTE

wec-bahrain-review-15_thumb-25255B2-25255D

Ao contrário da GT3 a GTE terá os mesmos construtores envolvidos, Porsche, Ferrari Aston Martin, Corvette e BMW.

É esperado para 2016 uma possível versão GTE do McLaren 650 se os regulamentos foram favoráveis ao construtor britânico. A Ford que anunciou sua volta ao Endurance também não definiu em qual classe vai alinhar seus carros. O modelo GT que já participou da ALMS poderia ressuscitar.

*Fonte: Racer.com e DailySporcar / Foto: Racer.com, site WEC e divulgação de equipes.

Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *