O brasileiro e a síndrome do “pé de chinelo”

t_82059_ayrton-senna-e-rubens-barrichello-conviveram-por-pouco-mais-de-um-ano-na-formula-1_thumb-25255B2-25255D

Não sou fã da Stock Car, para mim categoria monomarca é Porsche Cup, Ferrari Challenge e até Copa Clio. Uma “categoria” que é um misto mal sucedido de Nascar e DTM, para muitos é o supra sumo do automobilismo no Brasil.

Talvez tenham esquecido da Formula Truck e dos diversos campeonatos regionais que sobrevivem nos mais diversos cantos desde Brasil, mas como a Stock para muitos é a principal fazer o que?

A categoria a anos é o reduto de pilotos em fase de aposentadoria na Europa que tentam uma sobre vida no Brasil. Pilotos bons como Christian Fittipaldi que também corre nos EUA, mas a grande maioria dos brasileiros não sabe, Luciano Burti e tanto outros e é claro Rubens Barrichello.

Rubinho sempre foi taxado de incompetente por grande parte dos “torcedores” que entendem de automobilismo. Sofreu como poucos quando Senna morreu em 1994, para muitos ele era o salvador da pátria, que ganharia tudo e acabaria com os monstros maus da Europa. Não ganhou e acabou caindo no imaginário popular como um eterno segundo lugar.

Segundo lugar este, em sua grande parte por conta da política famigerada da F1, aonde bota o esporte em segundo lugar em detrimento a acordos financeiros e a politicagem. Mesmo na Ferrari não conseguiu superar o “talentoso” Schumacher e o fim da história todo mundo sabe.

Em um país em que o segundo lugar para muitos é pior do que uma traição, Rubens é infelizmente e sempre será uma piada pronta quando o assunto é segundo lugar. Mas ele não está sozinho. Felipe Massa e tantos outros brasileiros que sofrem para conseguir uma carreira no automobilismo (muitos desconhecidos do grande público aqui no Brasil), acabam no ostracismo e acabam na Stock Car, não que a Stock seja a pior categoria do mundo mas, a falta de incentivo muitas vezes acaba os trazendo de volta.

Rubinho venceu hoje a corrida do milhão. Não que ele precisasse da grana, mas foi muito bom ver ele vencendo e convencendo. Ganhou de pilotos com uma grande experiência na modalidade e calou a boca de muitos, não de todos.

Rubens não precisa provar o seu talento em um carro de corrida. Muitos daqueles que fazem pouco caso do sucesso do piloto e de toda a experiência dele no automobilismo, não conseguem domar um gol 1.0 e morrem todos os dias em rachas e coisas do tipo.

Mas de quem é a culpa pelo mal desempenho dos nossos esportistas no automobilismo internacional? Ou eles estão tão mal assim? Estão, a culpa principal é da falta de incentivo em categorias de base, como existem no futebol, vôlei e tantos esportes, pois para muitos, automobilismo é esporte de riquinho, branco e que não precisa de incentivo para correr.

Será que toda criança nasce sonhando em ser jogador de futebol? Duvido. Se tivéssemos uma maior divulgação de corridas regionais, um melhor acompanhamento dos nossos representantes no exterior, com certeza o abismo e atraso tecnológico que existe entre o nosso automobilismo e o do resto do mundo seria menor.

Hoje os grandes portais, jornais e TV, divulgam mal, e muito mal os resultados pífios dos nossos representantes, em especial na F1, pois para muitos é o que interessa. Quando criei o BONGASAT BLOGGER em 2009, foi por uma necessidade de busca notícias sobre Endurance, e demais categorias, tão ou mais competitivas que a F1. Isto há 5 anos atrás. Hoje se você quer saber sobre provas na Austrália, Ásia ou até dos nossos vizinhos argentinos precisa recorrer a blogs, e sites nativos. As poucas notícias que encontramos são de algum brasileiro que se aventurou, como se somente brasileiros estão disputando provas ao redor do mundo. Para muitos qualquer competição só é válida quando existe representantes “tupiniquins” competindo e é claro vencendo, por que perder…

Brasileiro não sabe torcer, e também não sabe incentivar, quer tudo pronto, quer ser o primeiro em tudo, mas esquece que nome e carisma não ganham nada, preparação e dedicação e acima de tudo incentivo sim.

Parabéns Rubens, não que você precisasse mas a sua vitória apenas acrescentou mais uma estrelinha no seu céu de vitórias e conquistas.

Published
4 anos ago
Categories
Opinião
Comments
Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Comentários

  1. crork alise disse:

    r2VnhI you’ve an amazing blog here! would you wish to make some invite posts on my weblog?