Muscle Milk sem adversários vence etapa de Mosport

Muscle-Milk-Pickett-Racing_thumb-25255B1-25255D

A tese de que o endurance americano é mais combativo do que o europeu teve mais um ingrediente hoje, durante a etapa de Mosport da ALMS. A briga entre os pilotos, e principalmente o tráfego, deram um sabor a mais na etapa canadense do campeonato. Os embates na classe LMP1, como era de se esperarar, não ocorreram. Dos 3 carros inscritos, a vitória obviamente ficou com o #6 o HPD da dupla Klaus Graf e Lucas Luhr que não viram qualquer dificuldade em superar o #16 da equipe Dyson, que já anunciou que está apenas cumprindo tabela e visa a temporada 2014, quando vai se transferir para a classe LMP2, e o DeltaWing que ficou em segundo lugar por algum tempo até ter problemas mecânicos e abandonar.

Na classe LMP2 a briga prometida entre os dois carros das equipes Level 5 e Extreme Speed Motorsport foi intenso, bem como a alternância de posições. A briga foi boa, tanto que o #551 da Level 5 da dupla Scott Tucker e Marino Franchitti vencedor da classe acabou chegando em segundo no geral. Em segundo na classe o #01 da Extreme Speed com Scoot Sharp e Guy Cosmo. Fechando o pódio o #552 da Level 5 pilotado por Tucker e Mike Conway.

Entre os LMPC a vitória foi da equipe CORE com #5 de Jonathan Bennett e Colin Braun. Foi da classe LMPC a única bandeira amarela da prova protagonizada pelo piloto Tomy Drisdi do #7 da equipe BAR1 Motorsports na primeira curva depois da reta dos boxes. Em segundo chegou o #81 da 8Star Mishumotors de Mirco Schultis e Renger van der Zande. Fechando o pódio, o #8 também da BAR1 Motorsport com Kyle Marcelli e Chris Cumming. Vale destacar a grande competitividade da classe que, por várias vezes, chegou a atrapalhar os carros da classe GT e LMP2. Seria interessante a organização da ALMS rever os procedimentos, pois uma coisa é você disputar uma posição, outra é saber que compete na única categoria que anda mais que os GT e menos que os LMP. O brasileiro Bruno Junqueira da equipe RSR Racing acabou em 5º na classe e 21º no geral.

Core Vence na PC

Core Vence na PC

O embate na classe GT, como sempre, foi bom e injusto. A vitória ficou com o Corvette #4 da dupla Olivier Gavin e Tom Milner que com uma estratégia ousada superou o bom rendimento dos dois Viper que estavam na liderança. A briga entre o #4 e o Viper #91 segundo colocado de Dominik Farnbacher e Marc Groossens durou até a última curva. O Viper poderia ter ganho porém o tráfego, principalmente da classe LMPC, acabou prejudicando qualquer tentativa de vitória. O mérito sem dúvida vai para a equipe STR que tem mostrado uma evolução impressionante a cada prova e que chegou em terceiro com o #93 de Jonathan Bomarito e Kuno Wittmer. Entre os GTC a vitória ficou com o #22 da equipe Alex Job Racing de Jeroen Bleekemolen e Cooper MacNeil, em segundo o #45 da Flying Lizard de Nelson Canache e Spencer Pumpelly que também lutaram até os metros finais pela vitória e fechando o pódio.

Corvette #4 supera dupla da SRT e vence na GT

Corvette #4 supera dupla da SRT e vence na GT

O “senão” para nos torcedores brasileiros foi a grande mancada proporcionada pelo Fox Sports em dividir a corrida ao meio para mostrar o que? Futebol… gols e as besteiras destes programas que não acrescentem em nada, já que o que importa é a partida propriamente dita. Lamentável depois da bela transmissão da etapa de Lime Rock na íntegra. Gostaria de saber se em algum dia eles iriam cortar a transmissão do futebol para passar qualquer corrida de carros. Lamentável. Fica a dica, todos os grandes campeonatos sejam de Endurance, GT ou moto possuem transmissões através de seus sites oficiais.

Neste final de semana a organização do futuro campeonato USR divulgou novas regras para 2014. A principal delas diz respeito a igualdade entre os LMP e DP além do Delta Wing. Para as equipes que atualmente competem com LMP qualquer alteração em termos de desempenho está sendo duramente criticada já que assim deixariam de participar de provas do mundial de Endurance e claro as 24 horas de Le Man. Atualmente temos 3 equipes competindo na classe LMP1 que terão que se mudar para a LMP2. Se espiculou que estas equipes e outras descontentes com os rumos do novo campeonato estariam organizando por conta própria um campeonato paralelo apenas com LMP. Então se os LMP2 não terão qualquer mudança em termos técnicos fica evidente que as equipes com os DP terão que fazer grandes modificações para que seus carros consigam andar no mesmo tempo dos P2 visto que são mais rápidos.

Alex Job Racing vence na GTC

Alex Job Racing vence na GTC

Outra mudança é que todos os carros terão sistemas de cambio com 6 velocidades e trocas no volante. Em todos os modelos P2 e DP serão instalados restritores de ar (P2 já tem). Já na futura classe GT Le Mans, atual GT todos os modelos terão uma rede de proteção em torno do piloto, além do regulamento técnico ser idêntico ao da ALMS. BoP (Ajuste de desempenho) poderá ser voltado mais a realidade americana e a IMSA poderá aceitar motores que não passem pela regulamentação da ACO.

Na classe GT Daytona as mudanças foram mais sutis. Todos os carros devem ter a mesma asa traseira e restritores também serão instalados. Carros com especificação FIA GT3 serão aceitos com ajustes pertinentes ao novo campeonato além de uma redução de custos para manter a classe competitiva. Os carros da atual classe GX também serão integrados e adaptados para a classe. A atual classe PC com os Oreca FLM09 não terá nenhum tipo de mudança do que existe hoje. Também serão mantidos as cores das classes como na ALMS bem como as luzes nas portas informando os três primeiros de cada classe.

A próxima etapa será entre os dias 9 e 11 de em Road América. Resultado final.

Fonte: ALMS, Motorsports.com

Published
5 anos ago
Categories
2013ALMSCorvetteFerrariFLMLolaMazdaOrecaPorscheUnited SportsCar RacingVídeos
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *