Lotus LMP2: De tudo em Le Mans

2013-24-Heures-du-Mans-32-LOTUS-252528CZE-252529-LOTUS-T128-FGA-2013-24A-DSC-0593_l_thumb-25255B1-25255D

A Lotus Praga foi outra que causou alvoroço quando anunciou seu ingresso no endurance. Com um carro novo teve resultados medíocres nas provas do WEC que antecederam Sarthe. A equipe mesmo afirmava que terminar a prova seria algo ótimo visto o pouco tempo que teve como preparação.

Antes mesmos da corrida os carros chegaram a ser recolhidos pela justiça francesa como garantia de pagamento a fornecedores, porém tudo foi resolvido antes da grande corrida. Nos treinos classificatórios acabou largando em décimo quinto e décimo sexto. Os problemas começaram cedo para o #31 pilotado por Christophe Bouchut, James Rossiter e Keven Weed parou com apenas 17 voltas. Bouchut que tem 20 participações em Sarthe lamenta. “É uma pena que tive que abandonar preferia terminar a minha vigésima 24 Horas de Le Mans, mas isso é corrida. Tivemos um bom ritmo durante toda a semana e o carro mostrou um grande potencial. “

Já o carro #32 de Thomas Holzer, Dominik Kraihamer e Jan Charouz abandou na manha de domingo com problemas no cambio. “Nós tivemos que abandonar esta manhã. No entanto, tivemos um bom carro e um bom ritmo. É uma pena que ele não viu a linha de chegada, mas vamos continuar a trabalhar e lutar nas últimas rodadas “. completa Holzer.

A equipe que também participa do WEC promete surpresas para as próximas etapas.

Published
6 anos ago
Categories
201324 Horas Le MansLMP2Lotus
Comments
1 Comment
Written by Fernando Rhenius
Apaixonado pelo automobilismo, seja ele real ou virtual. Me envolvi com o Endurance há muito tempo e desde 2009 tento, levar um pouco de informação e conhecimento sobre uma das principais categorias do automobilismo.

One comment on “Lotus LMP2: De tudo em Le Mans

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *