JOTA vence a segunda corrida em Abu Dhabi; G-Drive conquista campeonato

(Foto: Divulgação)

A equipe JOTA venceu a quarta corrida do Asian Le Mans Series, neste sábado, 20, em Abu Dhabi. Mesmo com o primeiro lugar do #28 dos pilotos Tom Blomqvist e Sean Gelael, o título ficou com o Aurus #25 da G-Drive Racing. Os pilotos Ferdinand Habsburg, Rene Binder e Yifei Ye levaram a taça. 

Gelael venceu Franco Colapinto com uma vantagem de 0,442 segundo para garantir a segunda vitória do JOTA no final de semana. As vitórias de Gelael, que disputou as duas primeiras corridas da temporada com Stoffel Vandoorne, não foram suficientes para conquistar  o título aos pilotos do G-Drive #26. 

Habsburg, Binder e Ye chegaram a Abu Dhabi com uma vantagem de 18 pontos no campeonato, depois de vencer as duas corridas em Dubai. Enquanto a G-Drive e JOTA obtiveram duas vitórias cada nesta temporada, o primeiro obteve um segundo e quarto lugares em seus outros resultados, enquanto o último registrou uma segunda e uma sexta posição.

Resultado final

Isso garantiu uma margem de quatro pontos no topo da classificação final em favor de Habsburg, Binder e Ye, que ganhou um convite automático das 24 Horas de Le Mans para a G-Drive. O resultado também marcou o segundo título consecutivo para o time Russo. A prova apresentou várias mudanças de liderança e uma conclusão dramática, mas o título foi determinado por uma corrida constante e sem erros para o #25.

JOTA venceu a prova mas não faturou o título. (Foto: Divulgação)

 Binder largou da pole e liderou durante um curto período de safety car, mas perdeu a vantagem para Gelael durante a primeira rodada de pit stops com um segundo safety car. Ambos os carros de segurança foram acionados por incidentes envolvendo modelos Ferrari, sendo o último vindo após um grave acidente na curva 11. Binder caiu para a quarta posição durante o primeiro ciclo de pits, enquanto seu companheiro de equipe, Colapinto, liderava antes de Rui Andrade assumir a liderança. Gelael acabou rodando durante uma ultrapassagem com o Aston Martin da equipe Garagem 59.

Com a vantagem de Andrade aumentando, Gelael foi substituído por Blomqvist na terceira hora e o piloto de Fórmula E passou a diminuir a vantagem de 20 segundos. O #25 da G-Drive recebeu uma punição por excesso de velocidade no pit lane, que elevou Kelvin van der Linde da Phoenix Racing à segunda posição com Habsburg não muito longe.

No entanto, uma parada final apenas por combustível garantiu o segundo lugar com uma diferença de 13 segundos para Van der Linde. O piloto argentino quase conseguiu a vitória de Gelael em um duelo emocionante final.

Van der Linde, Matthias Kaiser e Simon Trummer completaram o pódio para o Phoenix, que ficou em quarto lugar na classificação, atrás das equipes #26, e do  JOTA #25. O quinto lugar ficou com o Oreca do Team India. A Era Motorsport conquistou o título da LMP2-Am como a única participante da subcategoria em Abu Dhabi.

Título da United Autosport na classe LMP3

United Autosport vence na classe LMP3. (Foto: Divulgação)

Na classe LMP3 a vitória e o título ficaram com a United Autosports. A equipe terminou em primeiro, segundo e terceiro, com Wayne Boyd, Manuel Maldonado e Rory Penttinen marcando sua terceira vitória da temporada e o título. Boyd terminou quatro segundos à frente de Duncan Tappy no Ligier #3, enquanto Andy Meyrick ultrapassou Colin Noble da Nielsen Racing para o terceiro lugar no final da corrida.

Adam Eteki e Laurents Hoerr também encontraram maneiras de ultrapassar a Noble para colocar a CD Sport e a DKR Engineering entre os cinco primeiros. Tanto o #2 pilotado por Meyrick e o DKR se revezaram para liderar, no entanto, ambos perderam suas respectivas posições devido a penalidades de drive-through.

Herberth Motorsport conquista título na classe GT

Kessel Racing vence na classe GT. (Foto: Divulgação)

Robert Renauer, Alfred Renauer e Ralf Bohn garantiram o título da classe GT após uma emocionante final da temporada. O Porsche da Herberth Motorsport  terminou em quinto lugar para completar a temporada com 64 pontos. O Porsche da GPX Racing, principal adversário da Herberth, só conseguiu meio ponto após terminar em 14º, ficando com 62,5 pontos.

A GPX Racing sofreu um incidente precoce que obrigou a equipe a fazer uma parada não programada para reparos, tirando qualquer chance de luta pela vitória. O primeiro lugar ficou com a Ferrari da equipe Kessel Racing by Car Guy de Mikkel Jensen, Come Ledogar e Takeshi Kimura.

Jensen foi o último a entrar nos pits, faltando 10 minutos para o fim. O recém contratado da equipe Peugeot conseguiu 44 segundos de vantagem para Ben Barnicoat, antes de sua última parada nas boxes, ficando 37 segundos parado.

Precote Racing conquista o título na classe GT. ( Foto: Divulgação)

Barnicoat com o McLaren da Inception Racing  lutou para passar o Porsche de Robert Renauer ficando em segundo, mas o britânico foi obrigado a devolver essa posição. Barnicoat abriu uma vantagem de 11 segundos para Renauer, permitindo a Jensen ampliar uma confortável vantagem, antes do piloto da McLaren ultrapassar o Porsche da Herberth.

Renauer então perdeu mais duas posições em uma disputa com Davide Rigon na Ferrari #55 da Rinaldi Racing, que terminou em terceiro. Jonny Adam no Oman Racing by TF terminou em quarto. As quatro primeiras equipes melhor classificadas na classe GT receberão convites automáticos para Le Mans. Provisoriamente, essas vagas serão ocupadas por Herberth, GPX, Rinaldi e Optimum.

Vencedores por classe

LMP2: #26 G-Drive Racing Aurus 01 Gibson – Rene Binder Yifei Ye Ferdinand Habsburg
LMP2-Am: #18 Era Motorsport Oreca 07 Gibson – Andreas Laskaratos Kyle Tilley Dwight Merriman
LMP3: #23 United Autosports Ligier JS P320 Nissan – Rory Penttinen Wayne Boyd Manuel Maldonado
GT: #99 Precote Herberth Motorsport Porsche 911 GT3 – Ralf Bohn Alfred Renauer Robert Renauer 
GT-Am: #66 Rinaldi Racing Ferrari 488 GT3 – Christian Hook Manuel Lauck Patrick Kujala

Published
1 semana ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mantem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.