“A BMW não teve um ano tão competito”, avalia Augusto Farfus sobre temporada da DTM

“A BMW não teve um ano tão competito”, avalia Augusto Farfus sobre temporada da DTM

14 de outubro de 2018 0 Por Fernando Rhenius

O domingo em Hockenheim foi de sol e arquibancadas lotadas para a última corrida do DTM 2018, com uma disputa emocionante pelo título, que consagrou Gary Paffett como campeão da temporada. Para Augusto Farfus, o desfecho do campeonato também foi positivo, com o 7º lugar na prova.

Assim como no dia anterior – quando também teve um bom desempenho, mas foi obrigado a abandonar a corrida porque a porta de seu carro caiu -, o único brasileiro do grid teve boa performance na classificação e largou em 5º lugar. Após uma largada conturbada, ele se manteve em sexto durante as primeiras voltas, até que seus adversários começaram a fazer suas paradas obrigatórias nos boxes, e ele chegou a estar na 2ª posição.

Farfus parou relativamente tarde em relação aos outros pilotos, na volta 22, e voltou à pista em 14º. Mas logo foi escalando o pelotão com boas ultrapassagens, para completar as 36 voltas na 7ª posição, fechando o ano na zona de pontos.

Com a vitória, René Rast aumentou para seis vitórias consecutivas o recorde que já havia estabelecido no sábado. Porém, isso não foi suficiente para ele garantisse o título, ficando com o vice-campeonato, apenas quatro pontos atrás. Gary Paffett, na despedida da Mercedes da categoria, foi o 3º na prova e sagrou-se bicampeão do DTM – seu primeiro título foi em 2005. Paul di Resta, que havia chegado à etapa na liderança, terminou o campeonato em 3º lugar.

“Tivemos um bom desempenho durante todo o fim de semana aqui em Hockenheim, e terminamos pontuando, o que foi positivo. Foi uma temporada de altos e baixos, onde às vezes não tivemos bom ritmo, em outras, tivemos uma boa performance, mas não contamos com a sorte. A BMW não teve um ano tão competitivo quanto o esperado, mas trabalhamos duro e vamos continuar trabalhando forte, para dar sequência no trabalho, já pensando no próximo ano. Quero também dar parabéns ao Paffett pelo ano que fez e pelo título”, comentou o piloto.

Augusto Farfus concluiu assim uma temporada de altos e baixos, em seu sétimo ano consecutivo no DTM, na qual teve como melhor resultado o 2º lugar na etapa de Brands Hatch.

Novidades para 2019

Além da entrada da Aston Martin na categoria no ano que vem, formalizada na última quinta-feira, o DTM também aproveitou a última etapa para anunciar seu calendário 2019. Por enquanto, foram confirmadas nove rodadas duplas, sendo quatro delas no exterior, com a volta de Zolder (Bélgica) ao calendário, que foi o primeiro circuito a receber a categoria em 1984. A temporada também passará por Misano (Itália), Brands Hatch (Inglaterra) e Assen, que substitui Zandvoort para a etapa na Holanda, além das pistas alemãs, com a abertura e encerramento em Hockenheim, Norisring, Lausitzring e Nürburgring. Ainda há a expectativa que seja anunciado um evento conjunto com o Super GT japonês.