Hypercars “particulares” não poderão competir no Mundial de Endurance

Até o momento três construtores confirmaram projetos para a futura classe. (Foto: FIAWEC)

O ACO anunciou nesta quinta-feira, 05,  não permitirá que Hypercars sem vínculos com uma marca, possam competir no Mundial de Endurance. Anteriormente, os regulamentos permitiam que construtores independentes pudessem fazer seus carros com base nas regras para 2020.

De acordo com um comunicado da FIA, as equipes “devem entrar em um carro homologado sob o nome de uma marca automotiva”, o que poderia excluir empresas como ByKolles ou potencialmente outras que estavam avaliando programas Hypercar.

Em entrevista ao site Sportscar365.com, um dirigente da ACO, afirmou que a definição de fabricante precisa ser finalizada. A Glickenhaus, poderia “passar” como um fabricante.  

Toyota, Aston Martin e Peugeot foram os três primeiros fabricantes a se comprometer com a nova fórmula, com ByKolles e Glickenhaus anunciando a intenção de ingressar com projetos independentes. .

A FIA também confirmou a nomenclatura para os títulos do Campeonato do Mundo a partir da temporada 2020-21, com os campeões mundiais de Motoristas e Fabricantes de Endurance da FIA indo para a classe Hypercar, como esperado.

Enquanto isso, os campeonatos mundiais serão novamente premiados em GTE pelo piloto e pelo fabricante. As equipes da classe Hypercar serão limitadas a um máximo de 40 “funcionários operacionais” ou 43 membros para os carros homologados com um sistema híbrido.

Published
1 mês ago
Comments
No Comments
Written by Fernando Rhenius
Jornalista formado pela Universidade do Vale do Itajaí - Univali. Mandem o site Bongasat.com.br desde 2009 de forma independente. Acredita que a informação, precisa ser divulgada de forma rápida, para que o leitor possa criar seu ponto de vista, e fugir de ostracismos e "especialistas" que povoam a imprensa automobilística no pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *